Asfalto põe fim ao sofrimento dos moradores da Rua Barão de Melgaço

A Prefeitura de Corumbá iniciou nesta segunda-feira, 13, o lançamento do asfalto na Rua Barão de Melgaço, no Bairro Centro América. A obra está sendo executada com recursos próprios e vai solucionar um problema que há décadas, colocando um ponto final ao sofrimento dos moradores da região, com reflexos inclusive na saúde de todos, em especial das crianças.

 

Na pavimentação está sendo aplicado o Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), um material mais resistente que o frio que, até bem pouco tempo atrás, era o mais utilizado na cidade. O secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, engenheiro Gerson da Costa Melo, informou que “o CBUQ garante maior tempo de vida útil ao pavimento, ao contrário do frio. Por isso, em todas estas obras, estamos optando por este tipo de material”.

 

O pavimento está sendo executado em duas etapas. Hoje, enquanto uma equipe lançava o material no trecho entre a malha ferroviária e a Rua Totico de Medeiros, uma outra concluía os serviços da base para aplicação do material entre a Avenida General Dutra e ferrovia. “Demos concluir tudo ainda esta semana, para em seguida, entrarmos na Rua Sete de Setembro, no Cravo Vermelho, atendendo uma orientação do prefeito Paulo Duarte”, explicou o secretário.

 

A pavimentação está sendo executada da Avenida General Dutra até a Totico de Medeiros. Antes do pavimento, a Prefeitura executou 60 metros quadrados de drenagem, inclusive com bocas de lobo para escoar as águas pluviais e acabar com as enchentes na localidade. Contará ainda com 689 metros de meio fio e 46,36 metros quadrados de sinalização horizontal. Todos os serviços estão orçados em R$ 432.519,58, recursos próprios do Município, oriundos de impostos que a população paga.

 

Fim de um drama

 

Enquanto máquinas e homens trabalham nas obras de pavimentação da rua, os moradores observavam e celebravam o fim de um drama. E os problemas não se resumiam apenas à poeira, em período de seca, e lama, durante as chuvas. O maior deles está relacionando à saúde de quem reside no trecho, principalmente as crianças.

 

“A minha neta sofre com problemas respiratórios e vira e mexe tenho que ir com ela para se tratar em Campo Grande. Tudo isto devido à poeira”, revelou Juvêncio José dos Santos, morador na Barão de Melgaço desde 1993. “E não é somente minha neta, a filha de meu irmão também tem o mesmo problema. O asfalto será importante também para a saúde de quem mora aqui”, comemorou.

 

Juvêncio lembra que construiu sua casa em 1993 e que m ora lá desde então. Além de problemas respiratórios devido à poeira, ele informa que, durante as chuvas, a rua ficava intransitável. “Sem duvida, agora vai melhorar muito. Isso aqui estava horrível, dava vontade até de ir embora. Agora não, vai melhorar muito e valorizar nossa casa”, completou.

 

Adriano José dos Santos, irmão de Juvêncio, revelou que estava pensando em se mudar. “Dois médicos, um daqui e outro de Campo Grande, que tratam meinha filha, me orientaram para mudar daqui devido ao problema alérgico da minha filha. Agora, com o asfalto, isto não será mais preciso”, disse.

 

A filha, Gabriela Cruz Santos, 07 anos, tem problemas alérgicos desde os primeiros meses de vida. “É uma situação muito difícil para ela. Eu também sofro com problemas alérgicos, mas sou adulto e aguento. Ela não. É uma criança. Graças a Deus agora vai melhorar com o asfalto”, comentou.