Vivência do SUP e da Canoagem atrai grande número de pessoas ao Porto

Os melhores atletas sul-mato-grossenses de Stand Up Paddle (SUP) e da Canoagem tinham um sério compromisso na tarde de sábado, 06 de junho, durante as disputas da 2ª etapa do Campeonato Estadual de Stand Up Paddle e da 3ª etapa do Campeonato Estadual de Canoagem. Mas, pela manhã, eles participaram de uma atividade voltada para a população corumbaense e o que viu foi a participação de crianças e até adultos, dando as primeiras remadas no Rio Paraguai, durante uma vivência, oficina que já se tornou tradição em grandes eventos como este na cidade.

 

A vivência foi realizada pela Prefeitura Municipal em parceria com a Associação Pantaneira de Stand Up Paddle (APSUP) e a Federação de Canoagem do Mato Grosso do Sul, como forma de difundir ainda mais estas duas modalidades esportivas que está crrescendo bastante na região pantaneira.

 

“Estamos trabalhando desde a criação do Pantanal Extremo em 2013 para que a nossa cidade participe de campeonatos como estes, e ver que as nossas belezas estão sendo reconhecidas. Agora estamos procurando fazer com que os próprios munícipes tomem gosto pelo esporte e estas oficinas, a vivência, servem para estimular novos adeptos da região, principalmente da cidade”, afirmou o diretor-presidente da Fundação de Esporte, Elvécio Zequetto. “E a cada ano que passa, sentimos o interesse maior da população em praticar esportes de aventura”, completou.

 

O secretário de Indústria e Comércio da Prefeitura de Corumbá, Pedro Paulo Marinho de Barros, um dos organizadores do evento e praticante do SUP, ressaltou que a população corumbaense está tomando gosto pelo esporte de uma forma geral.

 

“Temos o Rio Paraguai que é um cenário incrível para a prática desse esporte. Hoje já contamos com 12 praticantes de SUP e a ideia de sediar uma etapa do campeonato, foi justamente para mostrar à população que é um esporte tranquilo, seguro. E nada melhor que a vivência para a pessoa experimentar, conhecer, saber que é um esporte seguro, saudável, que está em contato com a natureza. É uma oportunidade para as pessoas que não conhecem vir aqui e desfrutar de tudo isso”, explicou.

 

Marcelo Rebuá, presidente da Associação Pantaneira de Stand Up Paddle, lembrou que a ideia é levar essas competições para as cidades do estado e difundir um pouco mais esse esporte. “Estamos tentando distribuir as etapas entre Aquidauana, Campo Grande e Corumbá. Escolhemos Corumbá porque, na minha opinião, e acho que é opinião de muitos também, é o cenário perfeito. No Pantanal Extremo tivemos aqui os melhores atletas do país, e a gente pode observar o potencial da região para realizar provas aqui”, explicou Rebuá.

 

E a vivência atraiu muita gente. Luiza Barros foi com seus dois filhos, o Pedro de três anos e o Eduardo de seis anos, e seu marido Jonas para participar do evento. “Temos amigos que já praticam o esporte e como sabem que gostamos, nos chamaram e resolvemos vir. Amamos a experiência, e o legal é que as crianças também podem fazer com a gente, sentadinhos na prancha”, disse Luíza. Ela confidenciou que a família já está pensando em adquirir uma prancha.

 

Já Reinalda Gomes levou o neto Pedro, de nove anos, que já é fera no esporte. “Como ele adora esportes, sempre que têm essas vivências trago para participar”, explicou, lembrando que o pequeno “já participou de outras de SUP no Pantanal Extremo”.

 

Para o prefeito Paulo Duarte, a realização dessas vivências vem ao encontro da proposta da Prefeitura que é difundir a prática do esporte em todos os cantos da cidade. “Hoje podemos ver isso. O Porto Geral está cheio de crianças com seus pais, querendo saber um pouco mais sobre o esporte. O objetivo é mostrar que esse esporte trabalha em perfeita sintonia com a natureza, e aqui nós temos essa maravilha que é o nosso Pantanal, o Rio Paraguai, e isso casa perfeitamente”.