Solenidade marca 69º aniversário da Brigada e 148 anos da Retomada

O aniversário de 69 anos da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira Ricardo Franco e os 148 anos da Retomada de Corumbá foram celebrados na manhã desta sexta-feira, 12 de junho, na avenida General Rondon.

 

“O 13 de junho é um marco na história da cidade, realmente um momento muito importante para nós corumbaenses e que precisa ser celebrado sempre”, comentou a vice-prefeita e diretora-presidente da Fundação de Cultura, Marcia Rolon, que representou o prefeito Paulo Duarte na solenidade.

 

“Corumbá é uma cidade de fronteira e não vivemos sem a guarnição, realizada também pelo Exército Brasileiro. Além dessa função estratégica na fronteira, a Brigada, assim como os outros representantes das Forças Armadas na região, tem contribuído com diversas atividades do Município”, completou Marcia.

 

Comandante da 18ª Brigada, o general-de-brigada Jorge Cardoso Martins lembrou dos militares que serviram e ainda servem na unidade militar, agradecendo também a sociedade corumbaense pelo apoio e receptividade dos militares. “Para nós é uma honra pode-los distinguir e tê-los como amigos”, afirmou.

 

O secretário municipal de Governo, Márcio Cavasana, também participou da cerimônia, onde ainda foram contemplados com o diploma de Amigos da Brigada, o presidente da Câmara de Vereadores, Tadeu Vieira; a gerente da unidade do Sesc Corumbá, Tainá Cambará; e o diretor do Campus do Pantanal (CPAM) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Edgar Aparecido da Costa.

 

A Retomada de Corumbá

 

O dia 13 de junho, Feriado Municipal, marca a expulsão das tropas paraguaias que ocupavam a região de Corumbá, na então província de Mato Grosso, em função da Guerra contra o Paraguai. Os paraguaios eram liderados pelos coronéis Vicente Barrios e Izidoro Resquin.

 

Em dezembro de 1864, os soldados paraguaios invadiram o Forte Coimbra. Ao chegarem à Vila de Corumbá, não encontraram nenhum tipo de resistência. No início de 1865, foi montada a Força Expedicionária de Mato Grosso, mas somente em 13 de junho de 1867, tropas lideradas pelo herói Antônio Maria Coelho retomaram Corumbá para posse do Império Brasileiro.

 

Histórico da Brigada

 

A 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira “Ricardo Franco” é a sucessora histórica do Comando Geral da Fronteira Sul da Capitania de Mato Grosso e dos outros comandos que estabeleceram e mantiveram os limites da fronteira Oeste do Brasil. É diretamente subordinada ao Comando Militar do Oeste (CMO). A denominação atual foi definida pelo decreto 92.170, de 18 de dezembro de 1985.

 

Ela é composta pelo 47º Batalhão de Infantaria (Coxim-MS); 17º Batalhão de Fronteira (Corumbá-MS); 2ª Companhia Fronteira (Porto Murtinho-MS); 3ª Companhia de Fronteira e Forte Coimbra (Corumbá-MS), além da própria Companhia de Comando da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira.