Prefeitura reforça campanha de coleta seletiva na área central da cidade

A Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação de Meio Ambiente do Pantanal, retomou na ultima semana, a campanha de educação ambiental no centro da cidade, como forma de massificar o programa de coleta seletiva. Num trabalho que busca atingir tanto residências como estabelecimentos comerciais, o foco abordado pelas equipes da Fundação está na conscientização da população sobre a importância socioambiental da coleta seletiva, assim como na orientação sobre o horário e a maneira correta de acondicionamento do lixo doméstico.

 

O programa de coleta seletiva foi implantado na gestão do prefeito Paulo Duarte, em junho de 2013, durante atividades da Semana do Meio Ambiente e, atualmente, atinge vários bairros além da área central, onde se concentra grande parte do comércio local.

 

Ao retomar a ação de conscientização, a Fundação do Meio Ambiente objetiva um processo de formação dinâmico, permanente e participativo, fazendo com que as pessoas envolvidas passem a ser agentes transformadores, participando ativamente, tanto do diagnóstico dos problemas quanto da busca de alternativas e de implementação de soluções.

 

Durante o trabalho, as equipes se depararam com bons exemplos como foi o caso do senhor Felisberto Santiago, 63 anos. Morador da Rua Firmo de Matos, ele fez questão de abrir a porta de sua residência e mostrar a quantidade de material reciclável que o mesmo separa diariamente para entregar ao programa de coleta seletiva promovido pelo município.

 

“A coleta seletiva está dando certo na cidade, mas é necessário imbuir e educar a população que ainda não aderiu ao projeto, porque vivemos em uma cidade turística às margens do Rio Paraguai e dentro do Pantanal. E por isto eu achei de suma importância a feliz ideia que o prefeito teve em organizar este sistema”, avaliou o senhor que é natural de Minas Gerais, porém reside há 30 anos em Corumbá.

 

Segundo Luciene Deová, diretora-presidente da Fundação de Meio Ambiente, a ação ocorrerá todos os dias no período matutino e vespertino com o apoio de estagiários do SENAI. A meta é atingir todas as residências do centro da cidade. Dentro do cronograma da Fundação, a previsão é de que a ação atenda os demais bairros da cidade até o final do ano.

 

Todo material reciclável recolhido na coleta seletiva é doado às duas associações de catadores de recicláveis que atuam no lixão. Atualmente, o projeto atende a todos os bairros da cidade uma vez por semana e a área central durante os dois dias da semana.

 

A coleta seletiva é um sistema de recolhimento de materiais recicláveis como papéis, plásticos, vidros, metais e orgânicos, previamente separados na fonte geradora e que podem ser reutilizados ou reciclados.

 

Funciona também como um processo de educação ambiental na medida em que sensibiliza a comunidade sobre os problemas do desperdício de recursos naturais e da poluição causada pelo lixo.

 

Entre os benefícios estão a redução da exploração de recursos naturais; redução do consumo de energia; diminuição da poluição do solo, da água e do ar; prolongamento da vida útil dos aterros sanitários, possibilitando a reciclagem de materiais que iriam para o lixo e vários outros efeitos positivos ao meio ambiente.

 

Para mais informações, entrar em contato com a Fundação do Meio Ambiente do Pantanal por meio do telefone (67) 3907-5385.