Prefeitura encaminha proposta de reajuste dos servidores para a Câmara

A Prefeitura vai encaminhar para a Câmara de Vereadores a proposta de reajuste dos servidores públicos efetivos do Município. O índice indicato pelo Executivo ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Corumbá (SIMCOR) e para o Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação (SINTED) foi de 4,11%, além da prorrogação da concessão do auxilio alimentação aos servidores ativos e inativos.

 

O percentual respeita a Lei de Responsabilidade Fiscal e vai proporcionar maior poder de compra para os funcionários do Município, ao mesmo tempo em que permitirá a continuidade na execução dos serviços básicos e das diversas obras que estão sendo realizadas em praticamente todas as regiões da cidade.

 

“Adotados, desde o início da gestão, uma política de transparência e seriedade nas contas públicas. E assim foi feito durante toda essa negociação. Mostramos aos sindicatos o momento de crise, de queda da receita pelo qual estamos passando”, afirmou o prefeito Paulo Duarte, que reiterou o compromisso de continuar liberando os vencimentos dentro do mês trabalhado.

 

“Desde o final do ano passado, adotamos diversas medidas de austeridade e controle absoluto dos gastos públicos. Criamos, inclusive, o COGEF (Conselho Municipal de Gestão Financeira) para acompanhar de forma técnica, minuciosa e clara a utilização dos recursos públicos”, completou o prefeito.

 

“Considerando a necessidade de medidas para contenção de despesas internas, o Conselho Municipal de Gestão Financeira apresentou ao prefeito Paulo Duarte a possibilidade do reajuste de 4,11% para os servidores”, explicou o secretário municipal de Gestão Pública, Luiz Henrique Maia de Paula, que também integra do COGEF.

 

“Essa medida busca assegurar que todos os servidores efetivos sejam contemplados com algum percentual de reajuste e, assim, demonstrar a importância que eles possuem para o desenvolvimento de nossa cidade”, complementou o secretário, que também é do quadro efetivo do Município.

 

Luiz Henrique destacou ainda que o prefeito determinou ao COGEF que fizesse todos os esforços para oferecer o reajuste. “Ao longo do mês de maio fizemos levantamentos e simulações para chegar a um percentual que garanta o pagamento em dia e respeitando os limites de gastos com pessoal preconizado na LRF”, relatou.

 

“Todo o País passa por um momento de dificuldade econômica. Em Mato Grosso do Sul e em Corumbá isso não é diferente. E na contramão do que vem sendo feito em diversas outras cidades, inclusive em capitais, a Prefeitura de Corumbá não paralisou a execução de serviços que beneficiam a população, mantém o pagamento em dia dos funcionários e ainda vai conseguir oferecer um aumento salarial para os servidores”, afirmou Luiz Henrique.

 

O secretário de Gestão Pública participou das negociações com os sindicatos e destacou a compreensão das entidades que representam os servidores. “Todos compreenderam o momento difícil da economia no país. Para chegar neste reajuste teremos que tomar medidas visando a diminuição de gastos”, argumentou.

 

A proposta de reajuste segue na próxima semana para aprovação no Poder Legislativo. Se aprovado vai para sanção do prefeito Paulo Duarte. O valor será retroativo ao mês de maio, data-base dos servidores públicos de Corumbá.