População tem que ficar atenta quanto a dias e horários da coleta de lixo

Como forma de disciplinar os serviços de limpeza pública, em especial da coleta de lixo, a Prefeitura de Corumbá está disponibilizando em seu site oficial – www.corumba.ms.gov.br – na página de Serviços ao Cidadão, link Limpeza Pública, os horários de coleta de lixo domiciliar em toda a área urbana, como também horário da coleta de galhos e o cronograma do serviço de coleta seletiva.

 

A disponibilização dos cronogramas faz parte de uma campanha de educação ambiental desenvolvida pela Fundação de Meio Ambiente do Pantanal, órgão ligado à Prefeitura, como forma de conscientizar a população corumbaense, no sentido de manter a cidade limpa e preservar o meio ambiente, evitando descarte inadequado do lixo.

 

“As campanhas educativas são constantes. Fazemos este trabalho inclusive nas escolas, junto às crianças que podem ser multiplicadoras de conhecimentos junto aos pais, para evitarmos o descarte inadequado dos resíduos. Estas ações foram reforçadas no ano passado com início da coleta seletiva e estamos intensificando agora, disponibilizando os horários e dias em que os serviços acontecem na cidade”, explicou a diretora-presidente da Fundação, Luciene Deová.

 

Ela explica que a família corumbaense deve ficar atenta, por exemplo, aos horários e dias em que o lixo domiciliar é coletado pelas equipes responsáveis por este programa na cidade. “A coleta do lixo domiciliar acontece de segunda a sábado. Aos domingos este serviço não é disponibilizado. Mesmo assim, temos observado que existem pessoas que colocam o lixo nas calçadas no domingo, ficando sujeito a ações de animais que acabam esparramando, causando um visual nada agradável, além do odor”, ressaltou.

 

Luciene lembra ainda que colocando o lixo em dias que a coleta não acontece e fora dos horários, o material fica sujeito também a ações de pessoas que acabam abrindo as sacolas plásticas, em busca de latas de alumínio, principalmente, esparramando o lixo pelas calçadas.

 

“É um problema sério. Corumbá é uma cidade turística e temos que procurar mantê-la sempre limpa. Estas ações acabam causando sujeira nas vias públicas, poluindo o visual, além de outros problemas como entupimento de bocas de lobo, em caso de chuvas, e até foco de doenças, já que atraem insetos, entre outros”, reforçou.

 

Outro detalhe focado pela diretora diz respeito ao descarte de lixo em terrenos baldios. “Isto é proibido. A pessoa que fizer isto está sujeita a penalidades, inclusive multas, isto sem contar que o proprietário do terreno também será notificado e multado, já que causa um sério problema para a saúde pública, além de danos ambientais”, lembrou.

 

Lixo domiciliar

 

A coleta de lixo na cidade é desenvolvida pela empresa Unipav. Para facilitar os serviços, a área urbana foi dividida em setores. No setor 1, centro, a coleta acontece de segunda a sábado, sempre no período noturno, a partir das 18h30.

 

O setor 2 é composto pelos bairros Universitário, Maria Leite, Previsul e Industrial e a coleta é de forma alternada, às segundas, quartas e sextas-feiras, no período diurno, a partir das 06h30.

 

O setor 3 é formado pelos bairros Nossa Senhora de Fátima, Popular Velha, Cristo Redentor e Centro América. A coleta também é alternadas, às segundas, quartas e sextas, no período diurno, também a partir das 06h30.

 

O setor 4 é integrado pelos bairros Aeroporto, Dom Bosco, Arthur Marinho, Generoso e Cervejaria. A coleta, de forma alternada, acontece sempre às terças, quintas e sábados, no período diurno, a partir das 06h30.

 

O setor 5 é integrado pela Popular Nova, Jardim dos Estados, Guarani, Guató e Nova Corumbá. A coleta de lixo é alternada, sempre às terças, quintas e sábados, no período diurno, a partir das 06h30.

 

A diretora observa ainda que a população deve ficar atenta a estes horários e procurar colocar o lixo nos locais apropriados com cerca de meia hora de antecedência, para evitar que o resíduo fique exposto por um longo período, sujeito a ações de animais e até de moradores de rua em busca de material reciclável.

 

Coleta de galhos

 

Outro serviço disponibilizado é a coleta de galhos que acontece na parte baixa da região urbana, da rede ferroviária ao Rio Paraguai. O programa é desenvolvido semanalmente. Sempre na primeira semana do mês, a região atendida é a parte alta do centro, da Rua América até os trilhos. Na segunda semana a coleta acontece nos bairros Universitário e Maria Leite.

 

Na terceira semana e na parte baixa do centro, da América até o Rio Paraguai, atendendo também os bairros Borrowiski, Beira Rio e Cervejaria. A quarta semana atende os bairros Dom Bosco, Generoso e Arthur Marinho. É bom lembrar que a coleta é exclusiva para galhos, restos de podas e outros produtos de origem vegetal.

 

Coleta Seletiva

 

Já a coleta seletiva, que acontece de porta em porta, é desenvolvida no centro da cidade às terças e sextas-feiras, no período diurno, a partir das 08 horas; nos bairros Universitário, Maria Leite, Previsul, Industrial, Popular Velha e Centro América, sempre às quintas-feiras, período diurno, a partir das 08 horas.

 

A coleta atende também quem mora no Cristo Redentor e Cravo Vermelho, às terças-feiras, período diurno, a partir das 08 horas; moradores do Nossa Senhora de Fátima, às sextas-feiras, período diurno, a partir das 8 horas.

 

Bairros Aeroporto, Dom Bosco, Arthur Marinho, Generoso, Cervejaria, Popular Nova e o Porto Geral, às quartas-feiras, período diurno, a partir das 08 horas; e também quem mora no Jardim dos Estados, Guarani, Guató e Nova Corumbá, aos sábados, período diurno, a partir das 08 horas.

 

A coleta seletiva foi reforçada no ano passado com a instalação de 303 pontos de entrega voluntária, os PEV’s, que estão distribuídos em todos os bairros atendidos pela coleta seletiva. Todo o material é coletado nos dias em que o serviço é disponibilizado em cada região.