Prefeitura atende famílias na fazenda Santa Mônica, região do Paiaguás

A Prefeitura de Corumbá leva atendimento neste final de semana às famílias ribeirinhas residentes na região do Paiaguás, por meio de uma ação em parceria com o Instituto Rural Santa Mônica. Os trabalhos acontecerão na sede da Fazenda Santa Mônica e visa levar até aquelas famílias, os serviços e benefícios socioassistenciais ofertados pela Política Municipal de Assistência Social.

 

A ação acontece neste sábado e domingo, 02 e 03 de maio, e será coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania, por meio do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS Itinerante), composta pela coordenadora, dois assistentes sociais e um assistente administrativo, e pela Fazenda Santa Mônica.

 

A fazenda fica localizada em uma região de difícil acesso e, no ano passado, recebeu uma ação do Povo das Águas. A equipe se desloca para o local neste sábado, às 08 horas, em uma aeronave cedida pelo Instituto Rural Santa Mônica.

 

A meta é atender 35 famílias e 75 alunos da Escola Municipal Rural Pólo Porto Esperança – Extensão Santa Mônica. O retorno será às 17 horas do domingo.

 

A secretária de Assistência Social e Cidadania, Mabel Marinho Sahib Aguilar, afirma que, ao realizar ações como esta, a administração do prefeito Paulo Duarte está cumprindo mais uma vez com seu compromisso de levar políticas públicas e instrumentos eficazes no combate à pobreza, a desigualdade social, diminuindo as vulnerabilidades que atinge as famílias, atuando efetivamente em todas as regiões do município de Corumbá, mesmo nos locais mais distantes.

 

São serviços de proteção social ancorados nos direitos humanos e no desenvolvimento social, econômico e sustentável, que têm o poder de aliviar a pobreza e impulsionar a transformação destas famílias mesmo residindo em regiões ribeirinhas distantes das áreas urbanas da cidade.

 

“É imprescindível alcançar as comunidades rurais que, por residirem em áreas de difícil acesso e longínquas, ainda não foram inseridas em programas sociais, e a equipe técnica do CRAS Itinerante está capacitada para ir ao encontro destas famílias, realizar um trabalho social qualificado e priorizar ações de transformação familiar e comunitária”, explicou Mabel.

 

“Desta forma a Prefeitura atua para universalizar o direito às políticas públicas articuladas com parcerias importantes para juntos avançar no fortalecimento da rede de atendimento com abrangência total da população corumbaense”, completou.

 

Os serviços a serem ofertados na ação são os seguintes: cadastramento de novas famílias no Cadastro Único do Governo Federal; atualização e revisão cadastral das famílias inscritas do Cadastro Único e as beneficiárias do Programa Bolsa Família; palestras de orientação sobre Benefício de Prestação Continuada para idosos e deficientes, Programa Bolsa Família; benefícios eventuais e emissão de 2ª via de Certidão de Nascimento.

 

Durante os atendimentos acontecerá o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos em grupo Intergeracional (grupo formado por crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos) que, em roda de conversa e atividades dirigidas pelos técnicos, vão discutir os temas sobre convivência familiar e comunitária. 

 

Sobre o Instituto Rural Santa Mônica

 

O Instituto Rural Santa Mônica – Pantanal do Paiaguás, Mato Grosso Sul, localizado na Fazenda Santa Mônica, nasceu de uma longa jornada de observação do Brasil que vivemos e a possibilidade de enxergar o Brasil que queremos e podemos construir.

 

Parte da iniciativa privada a decisão da construção de uma escola em um local de difícil acesso, comandado a maior parte do ano pelas águas. Não era uma opção, mas um chamado à responsabilidade e contribuição para o desenvolvimento desta região.

 

A escola conta com aproximadamente 75 alunos entre 6 a 17 anos cursando o Ensino Fundamental do 1º ao 5ª ano, em sistema integral e internato. Durante o período noturno, 12 jovens e adultos são atendidos dentro do Projeto Brasil Alfabetizado.

 

Pela inexistência de qualquer escola na localidade do Paiaguás, são atendidas crianças em um raio de mais de 100 km, filhos de trabalhadores das fazendas. A distância, a falta de mobilidade, as intempéries da natureza fazem com que essas crianças fiquem em média 270 dias/ano alojadas na escola.

 

Sua estrutura física acomoda três salas de aula (classes multiseriadas), cozinha, lavanderia, almoxarifado, sala multimídia, sala com 10 computadores, biblioteca com aproximadamente 300 exemplares de livros infantis e coleções para adolescentes, alojamentos masculino e feminino, campo de futebol e vôlei.

 

Na área da saúde possui um dos mais modernos consultórios de odontologia, podendo atender aos mais variados procedimentos, um consultório de oftalmologia e clinica geral.

 

Para garantir ensino de qualidade, mantém em sistema de comodato parceria com a Secretaria da Educação da Prefeitura de Corumbá, o que assegura a fiscalização, ensino pedagógico e o reconhecimento legal das atividades de formação.

 

O objetivo para todo esse investimento privado é assegurar a essas crianças, o mínimo de escolaridade, quebrar o ciclo geracional dessa comunidade nascida e criada no Pantanal, sem acesso a escola, saúde, informações, cidadania etc., diminuindo sobremaneira o índice de analfabetismo e com os saberes e fazeres, levar o conhecimento e a importância da preservação dessa região.