Parceria permite realização de projeto piloto e atende alunos da Reme

Um projeto piloto desenvolvido pela Prefeitura de Corumbá, está trazendo benefícios para as crianças que estudam na Escola Municipal Clio Proença e deve ser ampliado, atendendo os demais estabelecimentos da Rede Municipal de Ensino. Trata-se de um programa voltado à prevenção de doenças oftálmicas iniciado na última quarta-feira, 27, e que até a manhã desta quinta-feira, já havia sido levado a 40 alunos e alunas daquela instituição de ensino.

 

O projeto está sendo desenvolvido pela Secretaria de Saúde e faz parte de uma parceria estabelecida com Igreja Mórmon Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, e está permitindo realizar um trabalho de prevenção a doenças e detecção de possíveis problemas de visão que atrapalhe o desenvolvimento escolar das crianças.

 

“Começamos pela Escola Clio Proença, mas vamos estender às demais escolas da Rede Municipal. Isto está sendo possível graças a esta parceria que formalizamos com a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que está fazendo uma doação de até 300 óculos, para atender as crianças”, contou a secretária de Saúde Dinaci Ranzi, ao acompanhar os serviços na manhã de hoje.

 

Segundo ela, o projeto foi desencadeado a partir do momento em que a equipe da Prefeitura entrou em entendimentos com a direção da igreja, em busca de apoio para as ações de combate à dengue e outras doenças endêmicas. Durante o contato, Samuel Nunes Ancina, presidente do Ramo de Corumbá da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, acenou a possibilidade de um trabalho conjunto, voltado á prevenção de doenças e de outros problemas relacionados à visão dos pequenos estudantes corumbaenses.

 

O projeto está sendo coordenado pela área de oftalmologia da Prefeitura, sob coordenação de Wagner Massaruha, chefe do Núcleo de Alta Complexidade da Secretaria. Ele explicou que, durante três dias, a médica oftalmologista Higia Otano Medeiros Rocha está fazendo avaliações das crianças, para diagnosticar possíveis problemas de doenças oftalmológicas.

 

“Durante estes três dias estamos fazendo uma avaliação aqui na Escola Clio Proença. Já estabelecemos uma parceria também com a Secretaria de Educação e vamos levar para as outras escolas da Reme. As técnicas vão fazer uma triagem e as crianças com problemas serão encaminhadas ao ambulatório, para exame mais minucioso”, explicou Masaruha.

 

O atendimento no ambulatório será possível a partir de agora, a partir da compra de equipamentos por parte da Prefeitura. “Não tínhamos profissionais da área para atender a população. Agora, já temos profissionais e os equipamentos estão sendo adquiridos, o que está permitindo ampliar os serviços na rede, uma nova conquista da administração do prefeito Paulo Duarte”, observou a secretária Dinaci.

 

Hoje, a médica que está atendendo as crianças do Clio está utilizando equipamentos doados pelo Sesi. Nos dois primeiros dias, cerca de 40 alunos foram atendimentos. Já foram diagnosticados casos de miopia e até mesmo catarata congênita. Masaruha informou que a médica está também orientando os professores para fazer a triagem, observando o comportamento das crianças em sala, facilitando o atendimento.