Oficina estimula leitura com encantamento trazido pelo contador de histórias

Encantar-se e fazer o encanto de um mundo mágico se espalhar é a proposta da Oficina de Contação de Histórias e Mediação de Leitura iniciada na quarta-feira, 22 de abril, na Biblioteca Municipal Lobivar Matos. Ministrada pela professora Jusley Maropo, a atividade integra a programação do projeto “Abril Livro”, realizado pela Prefeitura Municipal, sob coordenação da Fundação de Cultura de Corumbá.

 

“Já participei de aulas de contação de histórias e a daqui está muito legal, muito divertida. É a que estou mais gostando. É algo leve e que você não precisa ficar tensa”, disse Giullian Batista, acadêmica do curso de Pedagogia que participa da Oficina juntamente com outras colegas de sala: Camyla Rodrigues Benevides, Larissa Campos Nunes, Márcia Souza Gomes e Edna Brás Souza, esta última, declarou que a oficina ultrapassou as expectativas.

 

“O meu projeto de trabalho de conclusão de curso é sobre a Literatura, então a hora que cheguei aqui e a ministrante já começou a contar, eu já liguei no meu trabalho que é o que busco no meu trabalho ao mostrar essa diferença para as crianças, para os alunos, sentar e falar sem cobrar nada apenas prestar atenção pelo deleite, pelo prazer”, comentou.

 

A Oficina de Contação de Histórias e Mediação de Leitura está sendo realizada em duas turmas uma no período matutino (08 às 10 horas) e outra no vespertino (13 às 15 horas), com emissão de certificado para os participantes.

 

“Por mais que existam várias técnicas, mas todas as pessoas são contadores de histórias no dia-a-dia, então na oficina o objetivo é que elas saiam sabendo daqui uma ou outra estratégia, mas compreendendo que podem contar histórias”, explicou a ministrante Jusley que incentiva em brincadeiras e dinâmicas o aprimoramento das expressões corporal e facial, além da entonação de voz.

 

Jusley enaltece ações como essa que a Prefeitura de Corumbá vem desenvolvendo em prol da leitura, hábito que ainda precisa ser multiplicado. Ela avalia que direcionar inicialmente as ações para o público acadêmico é uma estratégia.

 

“Sei que a Prefeitura vem buscando práticas para desenvolver um plano municipal de livro e leitura que vão além dessas oficinas, sendo várias atividades que com o passar do tempo não vão mais pontuais, porém presentes na vida de todos os cidadãos, mas esse evento penso ser importante porque o público-alvo são acadêmicos de Pedagogia e Letras que vão ter outra vivência quando entrarem em sala de aula”, afirmou.

 

As atividades do projeto Abril Livro continuam nos dias 28 e 29 deste mês quando também nos dois períodos, serão realizadas rodas de contação de história, ‘tour’ na biblioteca, e mediação de leitura, voltadas para alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, nos mesmos horários da Oficina. Havendo interesse das escolas em participar da programação, deverá ser feito agendamento com a Fundação de Cultura.

 

O projeto recebeu o nome de “Abril Livro” pelo fato de que, durante este mês, são comemoradas datas importantes para a literatura: no dia 02 é o Dia Internacional do Livro Infantil; dia 09, o Dia Nacional da Biblioteca; dia 18, aniversário de Monteiro Lobato e, pela representatividade do autor na literatura infantil, também é comemorado o Dia Nacional da Literatura Infantil; e o Dia Internacional do Livro, celebrado em 23 de abril.