Turismo em Corumbá apresentou um crescimento de 4,5% em 2014

O Pantanal de Corumbá recebeu 214.500 mil visitantes em 2014, um crescimento de 4,5% em relação ao ano de 2013. Isto gerou uma movimentação de R$ 316 milhões na economia da maior cidade pantaneira, comprovando que o setor corresponde a 8,4% do PIB do município.

 

Os números são do Documento Referencial do Turismo de Corumbá – Ano/2014, elaborado pela Fundação de Turismo do Pantanal, por meio do Observatório de Turismo, que anualmente, desde 2013, monitora o impacto do turismo na economia corumbaense.

 

O estudo é formatado com base em entrevistas junto aos empresários da área, turistas, residentes e na análise do mercado, o que dá o suporte para geração dos resultados econômicos e projeções do turismo local a cada ano.

 

O referencial do ano de 2014 destaca a geração de empregos diretos promovidos pelo setor de turismo em Corumbá, que segundo o Observatório, é responsável pela geração de 970 empregos diretos, injetando mensalmente cerca de R$ 1,3 milhão na economia local, o que gera uma produção de renda anual de aproximadamente R$ 16,8 milhões, incluindo o décimo terceiro.

 

A pesquisa ainda estimou a capacidade de geração de empregos indiretos pelos empreendimentos turísticos, onde os 970 postos de trabalhos efetivos são capazes de gerar 1.204 novos postos de trabalhos indiretos. Isto representa 2.174 empregos acionados pela cadeia do turismo.

 

O investimento dos empresários do setor no ano de 2014, também foi captado pelo estudo. Cerca de R$ 4,5 milhões foram aplicados na expansão da capacidade de atendimento, atualização e modernização da atividade, ou mesmo na contratação de mão de obra, para melhor receber o turista e o residente.

 

Consumidores diretos da Estrada Parque Pantanal Sul, os turistas internacionais também são apontados no referencial, com aproximadamente 42 mil turistas estrangeiros provenientes da Europa, Ásia e países Árabes. Eles são responsáveis pela movimentação de cerca de R$ 20 milhões, em passeios, alimentação e hospedagem.

 

A diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal, Hélènemarie Dias Fernandes, ressalta que “o ano de 2015 apresenta um cenário desafiador, mas é preciso e possível manter o otimismo”.

 

Segundo ela, com a alta do dólar e a consequente desvalorização da nossa moeda, está previsto o aumento da chegada de turistas estrangeiros no Brasil, que podem consumir e injetar dinheiro na nossa economia local, já que detemos a maior infraestrutura geral e turística do Pantanal do Mato Grosso do Sul.

 

“Para tanto, será fundamental continuarmos com o foco na promoção e divulgação do destino turístico Pantanal de Corumbá, com fortalecimento das ações no mercado externo”, avisa.

 

A pesquisa aponta ainda que os visitantes buscaram o destino Pantanal de Corumbá motivados principalmente pelo lazer, apontado por 58,5% dos visitantes. Outros 22,2% foram motivados por negócios e os demais, 19%, divididos entre visita a amigos e parentes, eventos, religião e outros.

 

Entre os visitantes de lazer, a pesca esportiva ocupa um grande interesse, quase 24% do total de turistas. Em seguida aparecem os ecoturistas que estão cada vez mais buscando as belezas da Estrada Parque Pantanal Sul, localizadas no coração do Pantanal de Corumbá, com 12,5%.

 

Regiões Emissoras

 

Entre as regiões emissoras de turistas para Corumbá em 2014, destacou-se o centro-oeste com 33,5% dos visitantes. Contudo, ainda não são os principais, já que a região sudeste desponta como a principal emissora, com aproximadamente 35% do total de visitantes, oriundos do Estado de São Paulo.

 

Não menos importantes estão os turistas da região Sul, 15,7%, e da região norte e nordeste, cerca de 2% do total, ressaltando ainda a participação do público estrangeiro com 13,7%. Eles são grandes consumidores dos atrativos de Corumbá.