Programa Turismo de Fronteira confirma roteiros turísticos integrados

O Comitê Gestor de Promoção do Turismo de Fronteira deu novos passos para a consolidação dos roteiros integrados entre Brasil e Bolívia, dentre eles a validação do nome do Programa “Turismo de Fronteira Integra”. Foi durante reunião ocorrida no final da última semana em San Jose de Chiquitos, na Bolívia, que contou com a presença da Prefeitura de Corumbá, representada pela Fundação de Turismo do Pantanal (FUNDTUR/Pantanal).

 

O programa é resultado das ações em busca do fortalecimento do turismo na fronteira do Brasil, iniciadas pelo prefeito Paulo Duarte em 2013. A diretora-presidente da Fundação de Turismo, Hélènemarie Dias Fernandes, coordenou os trabalhos junto a Fundação Trabalho e Empresa(FTE), da Bolívia.

 

Entre as propostas de integração de roteiros destacam-se a união do Pantanal de Corumbá às missões jesuíticas da Bolívia, Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco (San Francisco Javier, Concepción, Santa Ana, San Miguel, San Rafael e San José), potencializando os segmentos de ecoturismo e turismo cultural.

 

Já estabelecidos em reunião anterior, estão definidos os portões de entrada de turistas por Campo Grande/Mato Grosso do Sul (Brasil) e Santa Cruz de La Sierra (Bolívia).

 

Uma das discussões que esteve na pauta da reunião dos gestores foi a unificação de critérios para a participação e sequente promoção de empresas turísticas, tal qual, o Sistema de Cadastro de Pessoas Físicas e Jurídicas que atuam no setor do turismo, executado pelo Ministério do Turismo no Brasil e por Santa Cruz de La Sierra na Bolívia, com o objetivo de reunir todos que estejam legalmente constituídos e em operação. “É fundamental que o país se alinhe tecnicamente ao outro, para garantir a homogeneidade das informações e operações”, disse Hélènemarie.

 

Outra pauta, que foi consenso entre os participantes, se refere aos produtos turísticos que serão os “carros chefes” da promoção dos roteiros integrados – Pantanal e La Gran Chiquitania. Também dos destinos turísticos “ancoras”, por serem os mais estruturados turisticamente no território, que atuarão como os indutores de fluxo turístico para as regiões do seu entorno – Corumbá (Região do Pantanal) e San Jose de Chiquitos (Missões, Roboré, Puerto Quijarro e Puerto Suarez).

 

A meta da Fundação de Turismo do Pantanal é o crescimento dos negócios turísticos no território, que atualmente é projetada e movimenta R$ 48.367.673,36 milhões, conforme o Documento Referencial do Turismo 2014. “Os temas foram essenciais e os avanços significativos para um município que hoje busca aumentar o número de visitantes estrangeiros, assim como avançar no ranking das economias turísticas do centro-oeste brasileiro”, completou a diretora.

 

Em abril, técnicos especializados do Brasil e da Bolívia realizarão os roteiros integrados apresentados na reunião para os últimos ajustes, que sequentemente serão apresentados aos agentes e operadores das regiões.

 

A 4ª reunião do comitê contou com a presença do diretor de turismo de Santa Cruz de La Sierra, Fernando Morales; vereadoras Dayse Vargas de Rivero e Miriam Calle Mallcu, de San Jose de Chiquitos, e Ademar Campanaro, de Puerto Suarez; René Salomon, da FTE; Maria Lourdes Zambrana, da OGD e demais autoridades dos municípios de Roboré, Puerto Quijarro, San José e Puerto Suárez.

 

O grupo também participou de um Famtour promovido pelos anfitriões com o objetivo de conhecerem e validarem neste primeiro momento, as atratividades turísticas culturais e naturais. Na oportunidade foram visitados o Parque Arqueológico Santa Cruz La Vieja, o complexo Misional de San José de Chiquitos, Chocis e Santiago de Chiquitos.