Prêmio Helô Urt encerra programação da Semana da Mulher em Corumbá

Encerrando as atividades da Semana da Mulher em Corumbá, o Porto Geral de Corumbá recebeu neste domingo, 08 de Março, a segunda edição do Prêmio Helô Urt. Criada em 2013, a premiação é uma iniciativa do Executivo Municipal que tem por objetivo homenagear pessoas que contribuíram para o reconhecimento e valorização das mulheres.

 

Dividido em cinco categorias conforme a atuação da Helô Urt na sociedade (Cultura, Meio Ambiente, Cidadania, Personalidade e Sensibilidade de Gênero), o Prêmio toma como referência as indicações realizadas pelos conselhos de defesa de direitos em funcionamento em Corumbá. Essas indicações passam pelo crivo de uma comissão que se norteia pelo número de indicações e histórico apresentado de cada nome indicado.

 

Na categoria Cidadania, a agraciada com o prêmio foi a defensora pública Maria Clara Porfírio de Moraes, que realiza trabalho junto à Defensoria de Atendimento à Mulher e ao CRAM (Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência).

 

Pela sua atuação ao longo de 36 anos em ações em prol do Meio Ambiente, a pesquisadora da Embrapa Pantanal, Emiko Kawakami Resende recebeu o prêmio e destacou a necessidade do desenvolvimento sustentável do ecossistema pantaneiro.

 

“O que a gente sempre tem é o esforço e a vontade de sempre progredir e entender tanto o meio ambiente como as pessoas para que possamos trabalhar em prol do desenvolvimento sustentável do Pantanal. A batalha não é fácil, tem hora que a gente leva rasteira, tem hora que a gente, tem hora que a gente recebe elogio, mas é o objetivo que devemos perseguir principalmente em função das gerações que vem por aí que devem ter as mesmas coisas que a gente tem hoje ou até mais se a nossa atuação for adequada e suficiente”, disse a pesquisadora que ainda destacou o apoio da Prefeitura Municipal de Corumbá na expansão da agricultura familiar em Corumbá.

 

Amiga de Helô, a artista plástica e escritora Marlene Mourão, a Peninha, foi o nome contemplado na categoria Cultura. Peninha, que teve várias indicações para a categoria, foi concisa em sua fala de agradecimento, porém suas palavras foram as mais emocionadas.

 

“Somente muito obrigada. Esse prêmio eu vou levar para os filhos de Helô, pois o maior prêmio foi ter convivido com ela”, disse Mourão ao receber o prêmio das mãos do diretor-presidente da Fundação de Cultura de Corumbá, José Antônio Garcia, “Tanabi”.

 

Por sua atuação frente à Comissão Pastoral da Terra, que atende mulheres assentadas e ribeirinhas com projetos de agricultura familiar e no combate e à prevenção da AIDS na população feminina, o premiado na categoria Sensibilidade de Gênero foi o padre Pascoal Forin. O religioso recebeu o prêmio das mãos da primeira-dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico (Fuhpan), Maria Clara Scardini. Essa categoria é a únicos onde homens são indicados e premiados.

 

Como Personalidade 2014, quem recebeu o prêmio foi a artesã Rosa Mavignier que, após iniciar tratamento contra o câncer, criou a Campanha Lenço Solidário que busca levar informação sobre a prevenção da doença em mulheres por todo Brasil. A campanha consiste na doação de lenços para as mulheres que fazem tratamento contra o câncer e perdem seus cabelos, passando a usar o acessório na cabeça.

 

“Hoje, a emoção toma conta de mim, primeiro por estar nesse cenário, sentir esse cheiro do rio Paraguai, sentir o calor da minha cidade, desse meu chão que eu sempre pisei, onde nasceram e criei meus filhos. Você, mulher, que hoje é o centro das atenções, só quero dizer uma coisa: lutem sempre por tudo o que é direito, por tudo o que é bom, necessário para que possamos continuar a ser chamadas de mulheres guerreiras”, discursou para a platéia.

 

Rosa recebeu a premiação das mãos do prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, que prestigiou o evento que foi sucedido pelo show “Tributo à Mulher Pantaneira”. No palco, as cantoras corumbaenses Tatiane Sant’anna, Doralina, Elizeth Gonzáles e Kris Simões, acompanhadas da banda Styllo, executaram um repertório especial cujas composições enalteceram a figura feminina.

 

A premiação e o show foram prestigiados por um grande público que lotou o Teatro de Arena do Porto Geral de Corumbá, onde também foi instalada uma praça de alimentação que comercializou comidas, bebidas e doces.