Prefeitura discute reordenamento do tráfego de caminhões com empresários

A Prefeitura quer acabar com os transtornos provocados pelo tráfego de veículos pesados nas vias urbanas de Corumbá. O problema, que se arrasta há anos, foi debatido nesta segunda-feira, 16 de março, entre o diretor-presidente da Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat), Alexandre Taques Vasconcelos, e representantes do setor.

 

“Seguindo uma determinação do prefeito Paulo Duarte, estamos trabalhando para solucionar esta situação de forma definitiva. Por isso temos ações para serem implementadas a curto, médio e longo prazo. E o mais importante, vamos fazer isso ouvindo e dialogando com os empresários envolvidos diretamente com a área”, explicou Alexandre.

 

“Temos algumas situações críticas, como nas imediações da rua Monte Castelo, entre os bairros Popular Velha, Nossa Senhora de Fátima e Aeroporto, na rua General Dutra e nas proximidades do Anel Viário. Nestes locais, o estacionamento de carretas e caminhões acaba atrapalhando o cotidiano dos moradores, por isso são casos que precisam de uma ação mais urgente”, afirmou o diretor-presidente da Agetrat.

 

Propostas relativas a dias e horários determinado para carga e descarga de mercadorias, inclusive na área central, e acesso aos pátios da Agesa e das transportadoras foram apresentadas aos comerciantes. As sugestões serão avaliadas e debatidas em um outro encontro, agendado para a próxima segunda-feira, dia 23.

 

“É importante que tudo isso debatido aqui seja levado para os demais associados, empresários do ramo e autônomos. Queremos construir uma política eficiente e que atenda todos os setores. E só vamos conseguir isso se houver a participação efetiva de todos”, complementou o secretário municipal de Indústria e Comércio, Pedro Paulo Marinho de Barros.

 

Representantes do Sindicato do Comércio Varejista de Corumbá, da Associação Comecial de Corumbá (Acic), da Agesa, da ATIC (Associação dos Transportadores Rodoviários Internacional de Corumbá), da Madesul, da Cruzeiro do Sul, do Depósito Caçula e da KM Transportes participaram da reunião na Agência Municipal de Trânsito e Transporte.