Prazo para realização e atualização de cadastro habitacional termina em abril

Encerram-se no dia 30 de abril os procedimentos de cadastro e recadastramento para famílias com renda de até R$ 1,6 mil reais e que ainda não possuem casa própria em Corumbá. Tanto o cadastro como a atualização de dados (recadastramento) é primordial para que as famílias possam concorrer a uma das habitações que estão sendo construídas pelo Programa Meu Doce Lar, na modalidade do Minha Casa Minha Vida, executado pela Prefeitura em parceria com o Governo Federal.

 

“Quem já fez o cadastro em outros anos, porém não foi atualizar os dados, irá ser excluído do sorteio do Doce Lar como de eventuais novos programas habitacionais que o município participar”, explicou a diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico (Fuphan), Maria Clara Scardini.

 

A Prefeitura Municipal oferece duas possibilidades para os interessados realizarem os procedimentos. A primeira é se dirigir até a sede da Fuhpan, localizada no prédio do antigo Hotel Galileo, na esquina da rua Frei Mariano com a avenida General Rondon; já a segunda, é acessar o site oficial da Prefeitura (www.corumba.ms.gov.br) na área de Serviços ao Cidadão, no link Cadastro Habitacional – Programa Meu Doce Lar.

 

Para atualizar o cadastro ou fazer nova inscrição, os candidatos devem apresentar documentos como o Número de Inscrição Social (NIS), Registro Geral (RG) e Cadastro de Pessoa Física (CPF) – chefe da família ou cônjuge.

 

O programa é destinado a famílias de baixa renda; nunca ter sido contemplado em nenhum programa habitacional; nunca ter sido beneficiado em programa de regularização fundiária; não ter imóvel em seu nome (registrado ou contrato de gaveta), e não ter nenhum financiamento habitacional.

 

“Temos que estabelecer um prazo limite para o cadastramento porque é preciso seguir todo um procedimento legal que envolve a publicação de nomes dos inscritos, o envio desses nomes para a Caixa Econômica Federal e o sorteio”, explicou Maria Clara.

 

Os cadastrados selecionados serão convocados para comprovação das informações prestadas. Se necessário, uma equipe da Prefeitura poderá fazer visita domiciliar. Após as averiguações, os nomes dos selecionados serão enviados à Caixa Econômica Federal, onde passará pela triagem de aprovação final.

 

É bom ressaltar que o Cadastro Habitacional não é garantia de contemplação no programa. É na realidade, o primeiro passo para ter acesso à casa própria.