Corumbá inicia vacinação contra HPV e meta é imunizar 3,07 mil meninas

Corumbá já está disponibilizando em suas unidades de saúde, a vacina contra o HPV (Papiloma Vírus Humano), uma campanha do Ministério da Saúde que, na cidade, está sendo coordenada pela Secretaria de Saúde da Prefeitura, que já está realizando um trabalho em parceria com a Secretaria de Educação, enviando cartas aos pais ou responsáveis, visando autorização dos mesmos para que as crianças possam receber a vacina.

 

A vacinação visa prevenir o câncer do colo do útero, bem como contribuir na redução da incidência e da mortalidade por esta enfermidade. A meta em Corumbá é vacinar 3.077 meninas na faixa etária de 09 a 11 anos de idade, público alvo. No Brasil, a meta é imunizar 80% da população alvo (4,94 milhões), o que representa 3,95 milhões de meninas nesta faixa.

 

Neste ano as meninas de 9 a 13 anos de idade vivendo com HIV, também serão vacinadas de forma diferenciada conforme esquema vacinal. Serão também vacinadas mulheres de 14 a 26 anos, 11 meses e 29 dias de idade vivendo com HIV. As indígenas a serem vacinadas no ano de 2015 serão as meninas de 9 a 13 anos de idade, conforme definido em 2014.

 

O câncer do colo do útero é uma doença grave que pode levar ao óbito. Trata-se de um grande problema de saúde pública devido à alta incidência e mortalidade, especialmente nos países em desenvolvimento.

 

Estimativas mundiais apontam aproximadamente 530 mil casos novos e 265 mil mortes por câncer do colo do útero ao ano, sendo 88% desses óbitos nos países em desenvolvimento.

 

No Brasil, o câncer do colo do útero é o terceiro tipo mais frequente que acomete as mulheres e faz, por ano, 5.264 vítimas fatais. Em 2014, as estimativas foram de 15,3 casos novos a cada 100 mil mulheres e risco estimado variando de 17 a 21/100 mil casos, com grandes iniquidades regionais.

 

As maiores incidências foram registradas em estados com menor nível de desenvolvimento socioeconômico. Na região Centro-Oeste a incidência média é de 22,2/100 mil; na região Norte é de 23,6/100 mil; na região Nordeste é de 18,8/100 mil; na região Sudeste é de 10,15/100 mil, e na região Sul é de 16/100 mil.

 

O número estimado para 2014/2015 é de aproximadamente 576 mil casos novos de câncer no Brasil, dos quais o de colo do útero representa aproximadamente 15 mil casos.