Convênio garante continuidade dos projetos sociais, afirmam entidades

“Essa verba é primordial para nossas crianças. Com ela podemos continuar o nosso trabalho para quase 600 jovens em educação, reforço escolar, computação e uma aprendizagem melhor, tirando essas crianças da rua”. A afirmação é a presidente da Casa de Recuperação Padre Antônio Muller (Cripam), Luiza Martins, e resume a importância do convênio assinado entre a Prefeitura e a entidade nesta quarta-feira, 25.

 

“Essa verba fixa vai nos garantir para continuarmos nosso trabalho e para que ele seja sempre cada dia mais completo, ajudando as crianças. Vemos através desses 5 anos que estamos trabalhando, a mudança dessas criança. Isso é muito bom para nós e para nossa cidade”, continuou Luiza. Nos próximos 6 meses, o projeto receberá mensalmente R$ 40,8 mil para contratação de professores.

 

“Através dessa verba podemos realmente nos dedicar mais e melhor a todos nossos participantes, aos destinatários dessa obra. Se não fosse por causa disso, nós não poderíamos continuar. Era uma grande preocupação nossa o futuro da Cripam porque, atualmente, entre o período da manhã e da tarde, temos 580 crianças. Por tanto, isso nos ajudará a realmente nos dedicarmos àquele objetivo que é básico para nós”, disse o padre Pascoal Forin, um dos fundadores da obra.

 

Outra entidade assistida pela Prefeitura foi o Moinho Cultural. “Essa verba vai ajudar a garantir a essas 390 crianças e adolescentes, um apoio escolar, atividade que todos tem diariamente no Moinho, de segunda a sexta, para fazer a tarefa da escola regular com apoio e orientação de um profissional capacitado”, enfatizou Mônica Macedo, coordenadora do projeto.

 

“Toda parceria é bem vinda, principalmente aquela na área de educação. Isso desafoga e também dá mais credibilidade para o projeto”, prosseguiu. O Moinho receberá R$ 9 mil por mês, totalizando R$ 54,4 mil por semestre.

 

Para Rosa Maria Guimarães Costa, da Apae, a iniciativa é fundamental para continuidade do trabalho. “Primeiramente agradeço essa ajuda que nosso prefeito, sempre presente na nossa Apae, está colaborando com mais um gesto de carinho para com nossos filhos. Isso vai ajudar na contratação de nossos professores, fundamentais no processo de educação e orientação de nossos filhos para que eles possam conseguir, no tempo deles, serem alfabetizados”, observou. O repasse mensal para a Apae será de R$ 15,8.

 

As outras entidades beneficiadas pela Prefeitura de Corumbá foram o Colégio Imaculada Conceição – Obra Madre Mazzarelo (Geniquinho), com R$ 6,8 mil por mês; e a Missão Salesiana de Mato Grosso – Projeto Criança e Adolescente Feliz, com R$ 31,7 mil/mês.