Conselho homenageia mulheres durante semana voltada ao feminino

Homenageando dez mulheres representativas da sociedade corumbaense, a Reunião Solene Alusiva ao Dia 8 de Março foi realizada na manhã desta terça-feira, 03 de março, no plenário do Júri do Fórum de Corumbá, com a presença do prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, e da primeira-dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico (Fuphan), Maria Clara Scardini.

 

Verônica Murilo, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, falou sobre uma das características que coloca em destaque o caráter feminino e faz a diferença na sociedade.As mulheres tem o poder da transformação, de poder transformar a realidade por mais duro que seja. Muitos cargos hoje são ocupados por mulheres, onde antes são homens desempenhavam essa função. Por isso, somos revolucionárias, pois mudamos nossa sociedade, nossa família. Para mulher, nada é impossível”, disse.

 

Em sua fala, a vereadora Cristina Lanza (PT), única representante feminina no Legislativo, lembrou as conquistas das mulheres no último ano ao citar avanços nas políticas públicas, além das medidas protetivas trazidas com leis como a Maria da Penha que também foi citada pela delegada regional de Corumbá, Joilce Silveira Ramos.

 

“É uma lei forte, porém há muitas mulheres que ainda não a conhecem”, comentou sobre o trabalho preventivo realizado pela Delegacia em ações como o Povo das Águas, que leva atendimento ao povo ribeirinho do Pantanal. “A prevenção é melhor que a punição”, observou Joilce.

 

Sensibilidade como arma

 

O prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, destacou o passado de conquistas do público feminino, porém lembrou que a luta continua em nosso tempo, porém com um jeito diferente que confere o encanto da mulher.

 

“Tenho percebido que, no século que vivemos, a luta das mulheres, além de vitoriosa, também é uma luta que mostra o feminino na sua face mais bonita. As mulheres lutam pelos seus direitos sem perder a característica básica, que é a sensibilidade, ser feminina”, afirmou e como exemplo citou uma das homenageadas da manhã, a gari Suzilaine de Souza Pinto.

 

“Suzilaine, quero dizer que você encantou todo mundo porque, no pais, há muita invisibilidade das pessoas em funções que são fundamentais, uma das mais importantes para a cidade é o que fazem essas mulheres e esses homens (garis). Aliás, tem pessoas que passam por elas e jogam uma lata de cerveja no chão. Você tem o sonho de ser promotora, mas hoje você faz o melhor daquilo que você faz e não interessa se é cargo mais importante ou a função mais humilde. Um exemplo de mulher que não perde a beleza mesmo lutando com garra”, pontuou o chefe do Executivo.

 

Além de Suzilaine, foram homenageadas durante a solenidade, a delegada regional de Polícia Civil, Joilce Silveira Ramos; a advogada Naha Alle Hany; Kelly Vilanova Lima e Silva; a artesã, Catarina Ramos da Silva; a esteticista, Anuncia Gimenes Ayala; Tonia Gonzalez Mendonza; a artesão e ícone da luta contra o câncer de mama, Rosa Mavignier, que foi representada pelo seu filho, Alexandre Orro; a atleta Maria Luciane Rondon; e a educadora Luciene Costa.

 

A Reunião Solene Alusiva ao Dia 8 de Março foi organizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Mulher em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Cidadania, por meio da Gerência de Políticas Públicas para a Mulher.