Semana da Cidadania mostra que oportunidades existem para quem busca qualificação

Aos 64 anos de idade, Nieve Rondon Correa é prova de que a vontade de aprender pode permanecer viva. Desde os 13 anos, ela já se arriscava na profissão que a fascinava, porém não exerceu em toda sua plenitude. Hoje, ela freqüenta o curso de Corte e Costura oferecido pelo Centro de Qualificação para o Trabalho Dom Bosco e já projeta seu futuro.

 

“Eu costuro, mas nunca tinha uma base. Fazia com a observação, olhando os outros, eu costurava com uma senhora que cortava, marcava tudo direitinho, mas eu quero aprender a cortar, sentar e costurar. Fui doméstica a vida toda, sempre costurava para minha mãe e filha, mas não essas coisas boas que temos hoje em dia. Eu quero trabalhar em algum lugar que possa me dar um emprego digno com tudo o que aprender aqui”, disse a senhora que foi uma das dezenas de pessoas que participaram da abertura da Semana da Cidadania, na tarde desta quarta-feira, 25 de fevereiro.

 

O encontro vai até o dia 04 de março e está a cargo dos técnicos da  Gerência de Trabalho e Qualificação Profissional; ACESSUAS/Trabalho, Economia Solidária, e das gerências da Juventude e de Políticas de Igualdade Racial. Tem como parceiros a Secretaria de Industria e Comércio, o SENAC e o SENAI.

 

A abertura foi feita pelo prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, que falou aos alunos dos cursos de qualificação. Ele lembrou sua trajetória profissional que começou aos 16 anos de idade e como as oportunidades, hoje em dia, são democráticas e privilegiam quem se esforça na busca de melhores condições de vida através da qualificação e do trabalho.

 

“A oportunidade está colocada para todo mundo independentemente de idade e classe social. Pessoas dispostas a trabalhar com capacidade e competência têm espaço. Há empresas em Corumbá querendo contratar pessoas capacitadas. Quem tem disposição e garra pode ter certeza que vence, pode demorar, ter dificuldade, mas vence”, falou ao lembrar que o trajeto na aquisição de qualificação exige empenho.

 

Duarte afirmou, em sua fala, que mais e novas oportunidades devem ser implantadas na parceria da Prefeitura Municipal de Corumbá com Missão Salesiana de Mato Grosso. O chefe do Executivo visitou todas as instalações do Centro de Qualificação e declarou.

 

“Não vamos apenas continuar, mas vamos fortalecer a parceira com a Missão Salesiana porque queremos prosseguir com esse trabalho que tem história iniciada com o padre Ernesto”, disse ao recordar do padre salesiano que idealizou a Cidade Dom Bosco. “Vamos melhorar a condição estrutural daqui porque Corumbá precisa de pessoas capacitadas no mercado de trabalho”, falou.

 

Banco de Oportunidades

 

Antes de encerrar a conversa com os alunos do Centro de Qualificação, o prefeito destacou a função do BOM (Banco de Oportunidade Municipal) que já empregou várias pessoas qualificadas durante cursos oferecidos no local numa parceira com a Secretaria de Indústria e Comércio.

 

“Muitas vezes, vocês se prepararam, se qualificaram e tem gente procurando pessoas como você e não sabem onde buscar, então temos esse cadastro de onde muita gente que fez curso aqui foi encaixada no mercado de trabalho, então não é somente fazer o curso, a gente quer ajudar vocês a ter um espaço no mercado de trabalho”, lembrou.

 

O padre Waldomiro Bronakowshi, diretor-geral da presença salesiana em Corumbá, acompanhou o prefeito Paulo Duarte pela visita as estruturas do Centro de Qualificação e também falou aos alunos, destacando a necessidade de aprimoramente constante.

 

“O mercado exige capacitação. Dom Bosco dizia que se quiséssemos ter um futuro feliz teríamos que investir na Educação, na capacitação, ser empreendedor, vai precisar de ousadia e competência. Nunca é tarde para aprender”, ensinou.

 

A Semana da Cidadania tem como tema a “Ética, Integração e Cidadania”. Na programação os temas abordados temas são: empreendedorismo, Microempreendedor Individual, currículo profissional, entrevista de emprego, Banco de Oportunidade Municipal, Pronatec, mercado de trabalho e igualdade racial, economia solidária, a juventude e o mercado de trabalho, projetos, o perfil do profissional para atender o mercado de trabalho, integração e diversidade, desafios e avanços do negro diante do mercado de trabalho e motivação profissional.