Ensaio técnico dá “gostinho” do que serão os dias de folia em Corumbá

Para integrantes das escolas de samba e organização do Carnaval de Corumbá, o momento foi de ajustes; para o folião quem foi até o à passarela do samba, o ensaio técnico serviu como um “esquenta” do que reserva essa semana que abre oficialmente a folia corumbaense. As dez agremiações, que integram a Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá), passaram pela avenida contagiando o público com suas baterias e sambas-enredos até à madrugada deste domingo, 08 de fevereiro.

 

Famílias, grupos de amigos, visitantes da nossa cidade caíram no samba enquanto equipes de sonorização e segurança já planejavam a mais eficiente forma de trabalho para fazer mais uma vez de Corumbá o melhor destino para o carnaval na região Centro-Oeste do país.

 

“Ele (ensaio) é primordial para todas as escolas porque é justamente o acerto da bateria, carro de som, cavaquinhistas, intérpretes e tudo isso é muito importante para que a escola no dia do desfile saia bonita e perfeita”, explicou o presidente da Liesco, Waldir Padilha sobre os pontos primordiais observados pelas agremiações.

 

O ensaio também é importante, dentro das escolas, para outros setores como os casais de mestre-sala e porta-bandeira, comissão de frente e alas coreografadas que fazem a marcação e tem a real dimensão do espaço que poderá ser usado durante a evolução do desfile, descontando a área ocupada pelas estruturas de arquibancadas e camarotes.

 

“A segurança, a ordem, a gentileza desse povo está fazendo com que o ensaio se torne um espetáculo. O povo de Corumbá já é carnaval em si e essa tradição mostra cada vez mais essa vontade do nosso povo por isso que nossa cidade é conhecida lá fora pelo belíssimo carnaval que tem. Convidamos a todos que venham somar conosco nessa alegria e disposição nesses dias de folia”, disse Antônio Carlos Garcia, “Tanabi”, diretor-presidente da Fundação de Cultura de Corumbá, que acompanhou de perto todo o ensaio.

 

Também presentes na avenida, o prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, e a primeira-dama e diretora-presidente da Fuhpan, Maria Clara Scardini, viram bem de perto as apresentações num dos pontos mais cruciais para os ritmistas, o recuo da bateria na rua XV de Novembro. Ali, eles puderam sentir o carinho das comunidades com o casal e também o que cada bateria deve trazer de diferenciado na avenida.

 

O prefeito falou sobre a expectativa da cidade para essa que é a maior festa popular de nossa cidade, destacando que todos os detalhes foram pensados para proporcionar um dos melhores carnavais que a cidade já viveu.

 

“Só quem está dentro sabe a grande responsabilidade, o grande trabalho que é organizar um evento desse tamanho na nossa cidade. Estamos com uma expectativa muito positiva. Tenho certeza que teremos um carnaval muito animado, com muita segurança contando com reforço policial que está chegando a meu pedido nessa parceria que temos com todas as forças de segurança”, afirmou.

 

Paulo Duarte ainda lembrou que por trás de toda alegria o carnaval tem um papel muito importante para a economia local que nesses dias de folia produz um grande incremento para esse setor.

 

“Tenho certeza que vai ser uma grande festa, mas não somente isso, será um momento único para nossa cidade no sentido de mostrá-la de forma positiva e também gerando emprego e renda para o povo corumbaense. Carnaval é mais do que uma grande festa, é um momento importante do turismo e de geração de emprego e renda em nossa cidade”, apontou.

 

Além das escolas de samba, o Carnaval de Corumbá tem uma programação que inclui blocos oficiais, independentes e de sujos, desfile de fantasias de luxo, bailes populares na cidade e em distritos como Albuquerque, além do Carnaval Cultural com manifestações que iniciaram os festejos nessa parte do Brasil como os cordões, o corso e demais blocos.

 

Para mais detalhes sobre essa festa, veja informações no perfil Folia Corumbaense e na página Carnaval Cultural de Corumbá no Facebook, canais oficiais da festa popular na rede social.