Caprichosos convidou foliões para grande festa num passeio pelo Brasil

A onça-pintada, símbolo da escola de samba nascida e sediada no bairro Generoso, veio imponente no carro abre-alas anunciando a grande festa que a Caprichosos de Corumbá fez ao longo da passarela do samba ao reunir as principais manifestações festivas do povo brasileiro.

 

As cinco regiões do país tiveram suas mais expressivas festividades representadas em alegorias, alas e fantasias de destaque no enredo “A Caprichosos canta cultura, tradição e crenças regionais”. A forte religiosidade do povo brasileiro veio marcada na festa de São João, Folia de Reis e Louvor à Iemanjá, sem esquecer a devoção à santa padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, que veio representada pela ala das baianas.

 

A comissão de frente retratou a chegada dos portugueses em solo brasileiro e o contato com os indígenas, contato primeiro que veio formar a miscigenação do povo brasileiro e por conseguinte sua alma festiva. O presidente da entidade, Robson Braz Leite, veio à frente, juntamente com o carnavalesco Leandro Cavalheiro, apresentando aos foliões o trabalho realizado desde o mês de agosto.

 

A bateria da Caprichosos formada por 80 integrantes optou por não realizar o recuo localizado no cruzamento da avenida com a rua XV de Novembro, porém não por isso deixou de empolgar o público presente.

 

Com cerca de 600 componentes, a Caprichosos cantou o samba-enredo composto por João Batista e seu filho João Paulo “Miminha” que trazia no refrão “A ca-pri-cho-sos demorou !!! (demorou !!!)
Te convida prá dançar e não quer táboa (será ?)
Em frente à praça Generoso (numa boa…)
Canta, dança e manda a onça beber água “.

 

Encerrando a passagem pela passarela do samba, a Caprichosos escolheu a mais marcante manifestação da região norte do país: a festa de Parintins, onde os bois Garantido e Caprichoso duelam anualmente pela mais bonita apresentação.