Prefeito retorna a Corumbá após terça-feira de agenda cheia na Capital

O prefeito Paulo Duarte retornou na manhã desta quarta-feira, 21, a Corumbá, após cumprir compromissos em Campo Grande, onde tratou de projetos importantes para Corumbá, ligados aos setores de segurança, habitação e também sobre a dívida contraída pelos antigos administradores da Santa Casa, a Associação Beneficente Corumbaense (ABC), com a Sanesul.

 

Na Capital do Estado, o prefeito se encontrou pela manhã com o comandante da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Deusdete Souza de Oliveira Filho; com o delegado-geral de Polícia Civil, Roberval Maurício Cardoso Rodrigues, e com a secretária de Habitação, Maria do Carmo Avesani Lopez.

 

Na parte da tarde, ele se reuniu com o secretário de Infraestrutura do Estado, Ednei Marcelo Miglioli e com o superintendente regional da Polícia Federal, Edgar Paulo Marcon, com quem tratou da questão relacionada ao uso de armas de fogo por parte dos integrantes da Guarda Municipal.

 

Já com o secretário de Infraestrutura, Ednei Miglioli, o prefeito conversou bastante sobre o caso da dívida do hospital local com a Sanesul, que é subordinada à pasta. “Conversamos longamente a respeito do assunto e ficou bem claro que a dívida, que está sendo cobrada, foi adquirida antes da intervenção realizada em 2010 e devido à gestão irresponsável dos antigos membros gestores do hospital”, observou.

 

O prefeito informou que para evitar que o prédio fosse a leilão, o que provocaria um caos na saúde pública de Corumbá, o Município desapropriou a área onde estão instalados setores fundamentais do hospital, como o centro cirúrgico, a farmácia, a hemodiálise, as alas de internação cirúrgicas, a capela, o necrotério, a cozinha, a lavanderia, a ala de psiquiatria, o almoxarifado e o setor administrativo, impedindo que sejam leiloados.