Sanesul tem prazo de até 72 horas para recuperar asfalto danificado

Após concluídos os reparos na rede de abastecimento de água ou de esgotamento sanitário, a Sanesul terá um prazo de até 72 horas para recuperar o asfalto danificado pela intervenção. A decisão foi tomada pela Prefeitura de Corumbá e pactuado nesta quarta-feira, 3 de dezembro, durante reunião entre o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Gerson da Costa Melo, e o gerente regional da concessionária, Sérgio Philbois.

 

Além de iniciar o serviço dentro do período determinado, a Sanesul também deve necessariamente manter o mesmo tipo de pavimento encontrado na via pública. Nas 67 quadras recapeadas pela Prefeitura só neste ano, por exemplo, o asfalto é de CBUQ (Concreto Asfáltico Usinado a Quente), material que garante maior resistência, durabilidade e conforto ao usuário.

 

E antes de iniciar qualquer intervenção nas ruas, a empresa de saneamento deverá comunicar a Secretaria de Obras e Infraestrutura. Para dar mais agilidade ao processo, este comunicado será feito por e-mail. “Nosso objetivo é minimizar os transtornos à população, que é quem mais sofre com a demora dessa recuperação da rua”, afirmou Gerson Melo, observando que as chuvas podem, em algum momento, comprometer essa ação.

 

“Não dá para trabalhar com asfalto se a rua estiver molhada. Neste caso, a Sanesul vai comunicar o Município de que o trabalho está prejudicado e retomá-lo assim que possível”, completou o secretário municipal. Na área central da cidade – compreendida no quadrilátero formado pelas ruas Firmo de Matos, Porto Carreiro, Ladário e avenida General Rondon – a reposição do asfalto deve ser feita de forma prioritária por causa do fluxo maior de veículos.

 

Cyríaco

 

Durante a reunião, ficou acordado ainda que os reparos no asfalto da rua Cyríaco de Toledo, parte alta da cidade, devem ser feitos em até 48 horas. Na semana passada, a concessionária abriu a via em diferentes pontos de quatro quadras entre as ruas Rio Grande do Norte e J.B. Mota. De acordo com o gerente regional da Sanesul, Otávio Philbois, a empresa está fazendo a substituição das ligações antigas de água.

 

O subsecretário de obras, Ricardo Ametlla, a engenheira Cristiane Sampaio, fiscal de obras da Sanesul, e o engenheiro Carlos Cesar Araújo, representante da Ciacon Construções e Obras, empresa que presta serviço para a concessionária, também participaram do encontro.