Representantes de comerciantes solicitam e Corumbá deve ganhar área azul

Atendendo solicitação de comerciantes e da própria população, a Prefeitura de Corumbá inicia processo visando implantação da conhecida área azul (sistema de estacionamento rotativo público) na área central da cidade. O assunto foi amplamente discutido na quarta-feira, 03, à noite, em uma reunião na sede do Sindicato do Comércio Varejista de Corumbá, com representantes da Agência Municipal de Trânsito e Transporte e da Secretaria de Indústria e Comércio da Prefeitura.

 

“Dias atrás, o prefeito Paulo Duarte recebeu representantes do Sindicado do Comércio Varejista de Corumbá e, na reunião, uma das reivindicações foi justamente a implantação do estacionamento rotativo na área central. Na quarta-feira tivemos uma reunião com a diretoria do sindicato para tratar desse e de outros assuntos e, entendendo a preocupação da instituição representativa dos comerciantes, iniciamos os estudos para operação”, explicou a diretora-presidente da Agetrat, Silvana Ricco.

 

A diretora explicou que implantação da área azul na região comercial de Corumbá tem sido um pedido constante da grande maioria dos comerciantes e também da população. O assunto amadureceu agora, após o encontro do prefeito com representantes do Sindicato do Comércio Varejista de Corumbá, presidido por Otávio Philbois, que recebeu os representantes do Poder Executivo na sede da instituição, para tratar do assunto, bem como sobre o tráfego de veículos pesados na área central.

 

“É necessário. Vai gerar impactos no início, mas não tem mais por não implantar a área azul e regulamentar o estacionamento no centro para atender as regiões predominantes comercial e bancária”, observou o presidente do sindicato, Otávio Philbois. “Já havíamos feito esta solicitação ao prefeito e agora nos reunimos com sua equipe para tratar do assunto”, enfatizou, lembrando que há cerca de dois meses, encaminhou um ofício à Prefeitura, com adesão de oito sindicatos, fazendo esta reivindicação.

 

“Tivemos um grande aumento na frota de veículos e o estacionamento no centro continua do mesmo tamanho. Não comporta mais este grande fluxo. O objetivo é arrecadar aumentar a rotatividade das vagas para que as pessoas possam vir ao centro, fazer suas compras, ou mesmo se dirigir às agências bancárias. É uma evolução normal, não tem mais para onde correr”, reforçou Philbois.

 

Silvana Ricco adiantou que, nos últimos 10 anos, a frota de veículos (carros e motos) aumentou mais de 140% na cidade. “Em 2004 tínhamos 14.027 veículos. Hoje são 34.723. A maioria dos comerciantes é a favor da área azul. A população também. Não temos estacionamentos suficientes no centro para comportar este grande fluxo de veículos. Os clientes não têm vagas para deixar seus carros enquanto fazem compras ou se dirigem aos estabelecimentos bancários. A Prefeitura já tem estudos sobre o assunto e a alternativa será implantar o estacionamento rotativo”, disse, anunciando que a equipe jurídica já trabalha para iniciar o processo licitatório.

 

A diretora lembra que além da implantação da área azul, outro assunto tratado na reunião foi em relação ao estacionamento transversal no centro. “Muitos veículos longos acabam estacionando nestas áreas, atrapalhando a pista de rolamento. Estamos elaborando um edital para regulamentar e corrigir este problema, bem como o tráfego de veículos pesados no perímetro urbano”, revelou.