Corumbá fecha o ano realizando 194 cirurgias oftalmológicas gratuitas

Pessoas que integram o cadastro municipal para cirurgias oftalmológicas serão contatados a partir desta semana para realizarem o procedimento cirúrgico ainda este ano. A previsão da Prefeitura Municipal de Corumbá, estimada pela Secretaria Municipal de Saúde, é realizar cerca de 200 cirurgias, sendo a maior parte delas, 140, de catarata. Outros 54 procedimentos visam solucionar problemas causados por pterígios (membrana avermelhada nos olhos).

 

Atualmente, Corumbá tem registro de 1114 pacientes no banco de dados oftalmológico que foi elaborado na gestão do prefeito Paulo Duarte como uma medida inédita no Município, propiciando o controle da saúde dos olhos da população. A última triagem aconteceu em setembro deste ano durante três dias de trabalho de uma equipe médica especializada de Bauru. Contratada pela Prefeitura, a mesma equipe realizou também cirurgias naquela ocasião.

 

“Esse controle é algo novo implantado nesta gestão. É a primeira vez que Corumbá tem um banco de dados estruturado, sabendo o que cada paciente precisa”, destacou a secretária municipal de Saúde, Dinaci Ranzi. “O que queremos é resolver o problema de saúde do paciente: isso é tirar ele da fila. Se trabalharmos firmemente, acredito que, em julho do ano que vem, extinguimos essa fila, que é a meta do Município”, afirmou.

 

Compreendida como segunda fase da segunda etapa, os procedimentos que serão realizados este mês devem reservar em torno de 40% para pacientes que já realizaram a cirurgia num primeiro olho, pois assim poderá se retirar a pessoa da fila de espera e resolver os problemas de visão de forma integral.

 

“De acordo com o banco de dados, faremos uma seleção aleatória dos possíveis dentro das vagas disponibilizadas, porém daremos prioridade para aqueles que precisam fazer a operação do segundo olho. Atendida essa prioridade, sobrará mais vagas para os demais da lista assim como catarata e pterígio”, explicou o auditor da Secretaria Municipal de Saúde, Cléber Pereira.

 

Ele comentou ainda que, em 2013, foram 236 cirurgias, das quais 65 concluídas este ano. Com essa nova fase outras 54 pessoas deverão abandonar a lista de espera do banco de dados do Município, o que garante satisfação não apenas para o paciente, conforme declarou Dinaci Ranzi ao comentar que Corumbá vem despertando interesse de outros municípios pela forma de sucesso que vem adotando com a questão oftalmológica.

 

“O que dá satisfação para gente nesse projeto da Prefeitura é justamente cumprir o que estava sendo pactuado, resolver o problema do paciente. Deu muito certo e municípios do Estado como Paranaíba, Dourados, estão querendo copiar o modelo que a gente fez, até também pela qualidade da lente que esse paciente recebe, que é superior àquela que vinha sendo usada”, disse ao afirmar que o trabalho deve continuar no próximo ano.

 

“Estamos buscando recursos para continuarmos a fazer essas cirurgias eletivas porque essa resolutividade é importante tanto para a Secretaria Estadual de Saúde quanto para o Ministério da Saúde”, observou.

 

Ela ressalta que na última fase deste ano os pacientes serão chamados pela Prefeitura. Não é um momento de triagem, mas de convocação para os procedimentos cirúrgicos gratuitos, por isso o cidadão não é orientado buscar a Santa Casa e nem a Secretaria de Saúde. Entretanto, em 2015, novas triagens deverão ser realizadas.