Casamento Comunitário proporciona uma noite especial em Corumbá

“Um local especial para um dia especial. Um momento de celebração do amor, de celebração da família”. Foi assim que o prefeito Paulo Duarte definiu a cerimônia do Casamento Civil Comunitário que marcou a noite deste sábado, 06, a oficialização da união de 70 casais que já conviviam em regime estável e tiveram a oportunidade de legitimarem juridicamente o laço matrimonial.

 

E a cerimônia ocorreu em um espaço especial: o novo auditório do Sesc Corumbá (Centro de Convenções), que abriu suas portas para receber os 70 casais e convidados. Foi uma noite de gala proporcionada pela Prefeitura de Corumbá, com direito a uma bela recepção no foyer, especialmente decorado para a festa.

 

O auditório também estava especialmente decorado para a cerimônia comandada pela Juíza de Paz Olívia Maria Lins Antunes. Na entrada, os noivos foram recebidos pelo prefeito Paulo Duarte e pela primeira dama e diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico, Maria Clara Scardini. No palco, músicos da Banda Municipal Manoel Florêncio, deram um toque especial ao evento.

 

Feliz com o momento, o prefeito lembrou que esta foi a segunda edição do Casamento Civil Comunitário em sua administração, o nono realizado pela Prefeitura. “É um momento especial, de legalização de uma relação. Hoje é um dia muito feliz para mim, feliz por estar podendo realizar o sonho destas pessoas”, disse.

 

O Chefe do Executivo corumbaense acompanhou toda a cerimônia comandada pela juíza Olívia Maria Lins Antunes, a quem fez um agradecimento especial, juntamente com toda sua equipe, por ter tornado aquele momento especial. Duarte agradeceu também a equipe da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, em nome da secretária Andréa Ulle e do subsecretário Nilo Corrêa, que coordenaram o evento.

 

“Estas pessoas tornaram este momento possível”, disse, citando mais uma vez o fato da cerimônia ter sido realizada no Sesc Corumbá. “No ano passado foi no Guatozão, agora estamos aqui, neste belo espaço, e vamos procurar melhorar ainda mais no próximo ano”, revelou. Não esqueceu também os empresários e comerciantes de Corumbá, que doaram os presentes sorteados entre os noivos durante a recepção no foyer. “Temos que agradecer também a estas pessoas que estão tornando esta festa possível”.

 

Em família

 

A cerimônia foi emocionante. Teve casal com quase 33 anos de convivência (completa em 15 de janeiro) que resolveu oficializar a união. “Temos quatro filhos, seis neto, o sétimo está chegando. Tudo isso fez a gente pensar e oficializar o nossa casamento”, disse Victor Gonzáles, 56 anos, que não desgrudava de Márcia Aparecida da Cruz Flores, 48 anos. Segundo ela, “estava no momento de completar a união. Chegou a hora de casar”.

 

O momento foi especial também para o jovem Allan Emmanuel Soares, 21 anos. Há seis meses atrás ele passou a viver com Marisa Martinez, 26 anos, e quando a Prefeitura abriu a inscrição para o Casamento Civil Comunitário, decidiu oficializar a união.

 

Allan comunicou aos seus pais, Manoel Soares Velásquez, 37 anos, e à mãe, Berenice Soares, e foi surpreendido com a decisão que os dois tomaram. Além de apoiar a iniciativa de Allan e Marisa, eles resolveram também se casas no civil.

 

“Nós somos casados somente no religioso há 34 anos. Aproveitamos e resolvemos casar no civil”, disse Manoel, pai de quatro filhos. “Um momento especial para nós”, completou Berenice. Com um belo vestido branco, Marisa disse que estava “realizando um sonho, o sonho de todas as mulheres”.

 

A noite foi abrilhantada ainda pelos pequenos José Antônio e Laís Helena Baruki Corrêa, irmãos, os porta alianças que entraram no local da cerimônia à frente dos noivos. Adelson Rodrigues da Silva e Cristina Ferreira Ortiz fizeram a troca de aliança, simbolizando os demais casais que, no espaço reservado a eles, realizaram o mesmo gesto. Os dois também participaram do brinde com o prefeito Paulo Duarte e Maria Clara.