Atenção Básica é tema de curso para profissionais que atuam na rede pública

Médicos, enfermeiros e dentistas que integram equipes de Estratégia de Saúde da Família de Corumbá estão participando do Curso sobre Redes de Atenção à Saúde que começou na tarde desta terça-feira, 09 de dezembro, e segue até hoje, 10. Promovida pela Prefeitura Municipal de Corumbá, a capacitação conta com a parceira da Secretaria Estadual de Saúde e tem foco na discussão sobre Redes de Atenção à Saúde, compreendidas como arranjos organizativos de ações e serviços de saúde que buscam a integralidade do cuidado.

 

O município de Corumbá vem sistematicamente promovendo cursos e capacitações para esses profissionais que atuam no atendimento aos usuários do SUS, nas Unidades Básicas de Saúde, distribuídas por toda a cidade. Outros debates aconteceram nos meses de julho, agosto e setembro com o propósito de, cada vez mais, oferecer serviços de saúde com qualidade na rede pública. Este ano, os profissionais da Atenção Básica, receberam capacitações importantes como o I Seminário de Atenção Básica de Corumbá e a Oficina do Programa Mais Médicos, com a qual Corumbá se tornou a primeira cidade do país a realizar tal ação.

 

“Não basta somente ter o equipamento e o prédio bonito, as pessoas precisam compreender o processo do seu trabalho, o desenvolvimento das suas atividades, rediscutir as ações de estratégia de atendimento e essa parceira que fizemos com a Escola de Saúde Pública, com a Secretaria de Estado de Saúde e o Ministério da Saúde, foi para solicitar esse apoio técnico”, observou a secretária de Saúde de Corumbá, Dinaci Ranzi.

 

A gestora pública ainda destacou que, para se promover o “choque de gestão” solicitado pelo prefeito Paulo Duarte, o papel das redes que integram o sistema de Saúde, tem na Atenção Básica uma função essencial, que é a prevenção.

 

“A nossa ideia é ampliar e fortalecer cada vez mais a rede básica para trabalhar promoção e prevenção. O que a gente quer é promover a saúde lá na ponta, fazer com que as pessoas compreendam esse trabalho, pois é nela que evitamos o diabetes, o hipertenso, o renal crônico, o parto prematuro”, avaliou ao contabilizar que a cobertura em Estratégia em Saúde da Família no município atinge quase 82% contra os 42% registrados anteriormente. Em 2012, eram 19 equipes de Estratégia de Saúde da Família e, agora, em 2014, já são 26 equipes. E esse quantitativo deve aumentar, segundo ela, com a inauguração de novas unidades em bairros como o Cravo Vermelho e Guató.

 

Essa ampliação é vista com bastante satisfação pela coordenadora estadual de Atenção Básica, Karine Cavalcante da Costa, que comandou os trabalhos do curso que acontece na Igreja Batista de Corumbá.

 

“Corumbá avançou muito, principalmente, temos unidades básicas de saúde sendo construídas, sendo reformadas com recursos de âmbito Federal e aporte do Município. Corumbá avançou muito tanto na infraestrutura física quanto em materiais, de insumos, na capacitação dos profissionais e com o Programa Mais Médicos e, aquela deficiência que tínhamos nas unidades de saúde, não vemos mais. Isso jê é um avanço incrível. A gente percebe na gestão essa vontade de qualificar ainda mais os profissionais. Cada vez, isso vai melhorar mais e temos certeza que os frutos que vão surgir de momentos como esse, serão muito bons”, afirmou

 

A coordenadora estadual comentou que é preciso romper com um pensamento comum que insiste em permanecer, por vezes, até mesmo entre profissionais a área. Ela afirmou que os resultados trazidos com a Atenção Básica são formados a médio e longo prazo, sendo mais eficazes tanto para o Sistema de Saúde quanto para o usuário.

 

“Muitas pessoas ainda têm esse pensamento que, quanto mais a gente pensar em implantação de hospitais, vamos resolver os problemas de saúde, mas não. Quanto mais investimos na Atenção Básica, nas capacitações dos profissionais como esse momento que estamos fazendo aqui, mais resultados teremos da melhoria da qualidade de vida da população. A gente tem essa noção que a população quer hospital, remédio, médico, mas, para essa melhoria, não basta somente esses elementos, precisamos ter uma equipe multiprofissional, um trabalho diferenciado na Unidade de Saúde e que não se fixe somente nela, mas também vá até ao domicílio. Esse processo de trabalho é que o diferencial da Atenção Básica”, declarou.

 

Para 2015, a secretária Dinaci Ranzi adiantou que Corumbá será o palco de um importante momento de discussão sobre a Saúde no país. Entre abril e maio, o município deve receber o pré-congresso da Rede Unida que visa discutir o Sistema Único de Saúde.