Após acionada pelo Procon, empresa cumpre acordo com formandos

No início do mês, estudantes de uma faculdade de Corumbá procuraram a Gerência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) para reclamar de uma empresa de empreendimentos fotográficos sediada na cidade de Tupã-São Paulo. De acordo com os acadêmicos, a agência estaria cobrando um preço superior do acordado pelo álbum e por cada fotografia feita durante uma formatura.

 

“Os consumidores alegraram que na proposta realizada em sala de aula, ficou estipulado o valor de R$ 13,00 por foto, porém este valor não está fixado em nenhum contrato”, explicou o gerente do Procon, Alexandre do Carmo Taques Vasconcelos. “Além disso, uma consumidora relatou que o álbum recebido chegou com a cor diferente do que foi encomendado”, continuou.

 

Diante das reclamações, o Procon acionou a empresa e, com base no Código de Defesa do Consumidor, deu prazo de 10 dias para que fossem apresentadas informações pertinentes sobre a questão. “Depois disso, os responsáveis pelo empreendimento voltaram a cobrar o valor combinado com os acadêmicos”, afirmou Alexandre, lembrando ainda que o processo continua em andamento.

 

“O prazo continua correndo. Se outros estudantes também tiverem sido lesados, podem procurar o Procon e outras medidas serão tomadas neste sentido”, completou o gerente do Procon. A Gerência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor é ligada a Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania e funciona na Casa da Cidadania, localizada na rua 15 de Novembro, número 400.