Aberto para a população e turistas, Galileo integra o circuito natalino

Um dos mais imponentes prédios localizados na área central de Corumbá, o antigo Hotel Galileo está de portas abertas para a cidade. Com mais de cem anos de existência, o espaço passou por uma minuciosa revitalização antes de ser entregue à população corumbaense no dia 12 de novembro. A obra foi executada com recursos próprios da Prefeitura e também do Governo Federal.

 

Foram anos de espera até chegar ao momento atual. O prédio permaneceu fechado por um longo período e, na sua reabertura, o prefeito Paulo Duarte deixou evidenciado que aquele monumento histórico estava sendo devolvido à população corumbaense e aos turistas que estão tendo a oportunidade de presenciar a Exposição Corumbá Memória Viva, que retrata o passado, presente e futuro dos prédios que serão revitalizados com recursos do PAC das Cidades Históricas em Corumbá.

 

“O Galileo faz parte da história de Corumbá. Por decisão do nosso prefeito, o prédio foi inserido no circuito natalino. Lá teremos a exposição dos presépios que participação do concurso realizado pela Prefeitura, e também será palco das Cantatas de Natal”, comentou a diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico, primeira-dama Maria Clara Scardini.

 

“Agora em dezembro, quando abrirmos a programação natalina, a população descerá a decorada Rua Frei Mariano, passará pelo prédio do antigo Hotel Galileo para visitar a exposição, e encerra o circuito na praça Generoso Ponce, onde a Prefeitura, por meio da Fundação de Cultura de Corumbá, montará o Jardim de Natal”, explicou, para ressaltar que, este ano, o Jardim de Natal será na Generoso Ponce, para facilitar o acesso da população a este novo circuito. Lá ocorrerão inclusive as Cantatas de Natal.

 

Serviços

 

Maria Clara informou ainda que o Galileo não será utilizado apenas como espaço para exposições e outras atividades culturais. “A Prefeitura está também disponibilizando serviços à população corumbaense. No Galileo já está instalada parte da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico com as equipes que integram o setor de habitação da Fuphan, que já está atendendo a população corumbaense considerada de baixa renda, com o cadastramento e recadastramento dos programas habitacionais do Município”, explicou.

 

“A Prefeitura lançou o Meu Doce Lar, o maior programa habitacional da história da cidade. Para aderir a este programa, o primeiro passo é fazer o cadastro. Quem já é cadastrado, tem que fazer a atualização, isto é obrigatório. E estes serviços já estão sendo disponibilizados no prédio do antigo Galileo”, observou.

 

Estes serviços estão disponíveis também no site oficial da Prefeitura – www.corumba.ms.gov.br – na área de Serviços ao Cidadão, no link Cadastro Habitacional – Programa Meu Doce Lar. “Estamos disponibilizando atendimento on-line para facilitar o acesso da população a estes serviços”, explicou.

 

Levantamento preliminar dá conta que 50% do público alvo têm realizado o cadastro ou mesmo recadastramento, via Internet. “Por isso mesmo, no próprio Galileo, vamos disponibilizar autoatendimento com quatro computadores para quem desejar fazer o cadastro on-line, com apoio de um servidor nosso”, informou Maria Clara, lembrando que neste caso, é preciso imprimir o documento após preenchido.

 

No Galileo, o atendimento acontece nos períodos de 07h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, de segunda a sexta-feira. O serviço será paralisado no dia 19 de dezembro, por conta dos festejos de Natal e final de ano, retornando no dia 05 de janeiro.

 

É importante lembrar que para realizar a atualização cadastral ou nova inscrição, os candidatos devem apresentar documentos como o Número de Inscrição Social (NIS), Registro Geral (RG) e Cadastro de Pessoa Física (CPF) – chefe da família ou cônjuge.

 

O programa é destinado a famílias de baixa renda (até R$ 1.600,00 de renda familiar); nunca ter sido contemplado em nenhum programa habitacional; nunca ter sido beneficiado em programa de regularização fundiária; não ter imóvel em seu nome (registrado ou contrato de gaveta), e não ter nenhum financiamento habitacional.

 

Os cadastrados selecionados serão convocados para comprovação das informações prestadas. Se necessário, uma equipe da Prefeitura poderá fazer visita domiciliar. Após as averiguações, os nomes dos selecionados serão enviados à Caixa Econômica Federal, onde passará pela triagem de aprovação final. É bom ressaltar que o Cadastro Habitacional não é garantia de contemplação no programa. É na realidade, o primeiro passo para ter acesso a uma moradia.