Realizada em duas etapas, Orientação premiou atletas em seis categorias

Parte integrante da programação do Pantanal Extremo – Jogos de Aventura, a Corrida de Orientação foi realizada em duas etapas, colocando os atletas a se desafiarem em condições noturnas, na sexta-feira, e também ao sol escaldante de uma tarde tipicamente corumbaense, no sábado.

 

Com cenários diferenciados, mais de 80 atletas percorreram trechos urbanos da bicentenária Corumbá se orientando apenas através de um mapa e de uma bússola. Diferente do ano passado, desta vez, o percurso não adentrou em área rural, o que não significou ser menos desafiador.

 

“Foi uma prova de um nível técnico bem elevado, muita gente teve dificuldade, muito calor. Esse ano foi mudado e tivemos uma prova na área urbana. A topografia é bem característica da cidade de Corumbá, cada vez que termina uma subida, tem uma descida, além das condições meteorológicas com esse calor muito forte”, comentou Fernando Luiz Pacheco da Costa, carioca, residente em Campo Grande e praticante da Orientação desde o ano de 2003.

 

A prova agradou não apenas atletas, mas também a coordenação realizada pela Federação de Orientação de Mato Grosso do Sul, cujo presidente Lúcio Brandão Alves avaliou a repercussão do Pantanal Extremo.

 

“Quando fizemos o primeiro ele já deixou de ser estadual pelo efeito de pessoas que vieram de outros estados. Ele se revelou a nível nacional e, agora, é só nos consolidarmos nas próximas edições que nós iremos nos revelar internacionalmente. É apenas continuar esse padro de dedicação, esse nível de empenho e de trabalho, principalmente pela Prefeitura de Corumbá que chama aqueles que são os especialistas em suas áreas para coordenar o evento, aqui não há amadores nessa coordenação e é isso que faz com que o evento atinja essa proporção”, afirmou ao usar a palavra ‘perfeita’ para classificar mais uma edição do evento.

 

Dividida em seis categorias, conforme faixa etária e sexo, a prova teve na soma final média de pouco mais de uma hora e resultou nos seguintes primeiros colocados:

 

Categoria: Damas Adulto

1º Tânia Carvalho (01:02:00)

2º Rozana Souza Albuquerque (01:02:37)

3º Raquel Sales Arendt (01:02:46)

4º Raquel Cristina Lucas de Carvalho (01:30:47)

5º Priscila Roberta Alves Lemos (01:42:56)

 

Categoria: Damas Júnior (-21 anos)

1º Isadora Gonçalo Roberto (01:07:12)

2º Thaynara da Cruz Dutra (01:22:31)

 

Categoria: Damas Master (+ 35 anos)

1º Elisete Maria Oppermann Steffler (01:23:44)

2º Caroline Carvalho Ferreira Dalla Costa (01:42:27)

3º Raquel Sandri (02:10:36)

Categoria: Homens Adulto

1º Fábio Kuckzkoski (00:56:39)

2º Sidnaldo Farias Sousa (00:57:14)

3º Juscelino Alencar Karnikowski (01:00:30)

4º Juliano Pereira Pasturiza (01:03:58)

5º Gilmar Steffler (01:05:39)

 

Categoria: Homens Júnior (-21 anos)

1º Lucas Molina Pereira (01:03:37)

2º Henrique Ferreira Lange (01:21:21)

3º Guilherme Pott Lorentz (01:25:31)

4º Gabriel Sandri Fischer (01:14:30)

 

Categoria: Homens Master (+35 anos)

1º Edi Carlos Bernardino (01:09:43)

2º José Gomercindo Barcellos Pereira (01:12:34)

3º Robert Braz Neves (01:13:21)

4º Marcelo Filippon (01:22:35)

5º Ricardo Luciano de Menezes (01:25:16)