Pantanal Extremo: 4 bandas se apresentam na Ferradura do Porto Geral

A agenda cultural do Pantanal Extremo – Jogos de Aventura acontecerá na Ferradura do Porto Geral de Corumbá. Nesta sexta-feira, 14 de novembro, a banda Bella Xu sobe ao palco preparado pela Prefeitura de Corumbá às 21 horas. Formada por Jenner, Ruivo, Arthur, Matt e Yev, o grupo leva muita diversão e música boa na bagagem, deixando em cada lugar um pouco da energia que move a galera.

 

A Bella Xu começou em 2012, com a banda ainda se formando. Inicialmente trabalhando três músicas próprias, misturadas em um show baseado nos hit’s atuais, a banda começou a atingir o público campo-grandense e espalhar o seu som por todo o Estado. Depois de levar sua música até a galera, a banda gravou o clipe de “Rose”, sua primeira música de trabalho, ao vivo em Campo Grande.

 

Misturando sua criatividade e influências, o #noRolê, primeiro CD da banda, nasceu como álbuns de grandes bandas de rock: com a exclusão da Bella Xu no Rancho WM 33 por um mês para a produção desse material, com músicas românticas a animadas. Uma verdadeira viagem musical e que a banda disponibiliza gratuitamente em seu site (www.bellaxu.com.br).

 

Ainda na sexta-feira, por volta das 22h30, é a vez do Bando do Velho Jack agitar a noite, que marca a abertura oficial do maior evento multiesportivo do Mato Grosso do Sul. O Bando nasceu em 1995, através da união de quatro caras apaixonados por rock’n roll. Desse encontro surgiu o grupo de Classic Rock e Southern Rock mais importante do Estado e uma das mais importantes do Brasil.

 

A formação inicial contava João Bosco (baterista), Marcos Yallouz (baixista), Alex Batata (vocalista e gaitista) e Fábio Brum (guitarrista). Interpretando sucessos de bandas clássicas do rock, o Bando inicia sua carreira apresentando-se em bares e eventos em Campo Grande e interior de Mato Grosso do Sul.

 

Em 1997, após mudanças na formação inicial da banda, o Bando começa a focar o seu trabalho em composições próprias influenciado pelo Southern Rock Americano, estilo esse ainda desconhecido no Brasil, e que viria a ser a principal fonte de criação, sendo mais tarde considerada como a banda pioneira desse estilo no País.

 

Com essa bagagem de influências musicais, o Velho Jack lança em 1999 seu primeiro CD, Procurado, marcando o início de uma fase criativa e de shows pelo país, culminando na gravação do segundo CD, lançado em 2002, intitulado Como Ser Feliz Ganhando Pouco. Em 2004 lançam o CD acústico Ao Vivo e Acústico no Som do Mato e, em 2007, o disco de maior expressão, Bicho do Mato, sendo o álbum com mais músicas autorais e que tornou-se referência do estilo no Brasil, tanto de crítica quanto de público.

 

No sábado, dia 15, os shows do Pantanal Extremo começam às 20 horas, com os corumbaenses da banda Exilados e seu repertório formado por clássicos nacionais e internacionais dos anos 80. Na seguência, a Naip, uma das bandas de pop/rock mais populares de Mato Grosso do Sul, encerra a noite.

 

O quinteto traz no repertório composições próprias e versões de músicas de bandas como Pearl Jam, Red Hot Chili Peppers, Stone Temple Pilots, Cake, Depeche Mode e U2. Uma mistura que vai do Pop/Rock/Grunge a sucessos atuais executados com elementos eletrônicos. Uma das fortes características que conquistou o público são as canções autorais que marcaram época como “Vem me ver”, do primeiro CD/EP (2002), e atualmente a canção “Aliança”, que é sucesso do público e bem executada nas rádios regionais.

 

O Naip está em estúdio para gravação de seu próximo álbum de músicas inéditas e autorais, que deve ficar pronto no segundo semestre de 2014, através do Fundo de Incentivo a Cultura do MS, reforçando sua identidade e assinatura musical com muito carisma e atitude. O repertório da banda também é fortemente influenciado pelo Muse, Led Zeppelin, Snow Patrol, Alice in Chains, Jhon Mayer, Doors e Velvet Revolver.

 

O Pantanal Extremo – Jogos de Aventura é realizado pela Prefeitura de Corumbá e pela Liga de Esportes de Corumbá (LEC) e conta com o apoio do Exército, da Marinha e do 3º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul.