Mountain Bike: Atletas notam evolução em prova com percursos diferenciados

Numa prova, que teve mais de sete horas de duração, duzentos e quarenta atletas desafiaram seus limites sob um percurso que reuniu cidade e campo (Pantanal) entre subidas e descidas, terrenos planos, de terra e cascalho. Assim, resume-se a prova de Mountain Bike que abriu as atividades deste domingo, 16 de novembro, último dia da segunda edição do Pantanal Extremo – Jogos de Aventura, em Corumbá.

 

A grande procura pela prova foi explicada pelo presidente da Federação de Mato Grosso do Sul de Ciclismo, Carlos César Gimenes. “Esse tipo de prova não é tão técnica, é apenas muita resistência e daí todo mundo quer participar para se superar, por isso temos as categorias de elite e a open”, disse o coordenador da prova ao lembrar ainda da divisão de disputa, pois dois trechos diferentes integraram a competição: 69 e 101 quilômetros.

 

Bicampeã do Pantanal Extremo, na categoria Elite Feminina 69 km, Luciene Ferreira, foi a primeira mulher a cruzar a linha de chegada na avenida General Rondon. “Ano passado, foram duas etapas, tendo asfalto e estrada de chão. Esse ano, já foi bem mais duro porque teve trilha, mata fechada e subida; o nível bem mais alto. Foi mais longa, apesar de me sair melhor assim”, disse a atleta que pode perceber a evolução da prova.

 

“Eu corro mountain bike em São Paulo o nível está parecido. Do ano passado para esse, melhorou demais a marcação, os pontos de apoio. Ano que vem, se Deus quiser, eu quero estar aqui de novo”, declarou a atleta paulista.

 

Nem mesmo um problema de saúde impediu o corumbaense Paulo Faro de ser o primeiro a cruzar a linha de chegada. Inscrito para competir na categoria Master A (101 km), mas sem a recomendação médica para tamanho esforço após uma recente cirurgia, ele acabou competindo na categoria Open Masculino (69 km) apenas como forma de participação e por isso não pontuou no resultado oficial.

 

“Para mim, foi gratificante porque ano passado fiquei na terceira colocação e, agora, consegui chegar em primeiro, mesmo tendo sofrido uma cirurgia há 3 semanas”, comentou o atleta que também percebeu a evolução que teve a prova. “Aumentou bastante o ritmo com o prolongamento do percurso. Em termos quilometragem, foi o dobro. Mas para nós, atletas, quanto mais desafios, mais emocionante a prova”, falou o atleta corumbaense.

 

Já na categoria Elite 101 km, mesmo tendo partido com 20 minutos de atraso, devido a uma confusão entre fuso horário do Brasil e Bolívia, o boliviano David Rojas Almanza imprimiu um ritmo acelerado à prova e conseguiu ficar em os três primeiros colocados. Ao cruzar a linha de chegada, o estrangeiro causou admiração e arrancou aplausos dos demais atletas que já haviam completado a prova em outra categoria e da população que prestigiou o evento.

 

Para 2015, durante a terceira edição do Pantanal Extremo, a proposta, segundo o presidente da Federação MS de Ciclismo, é aumentar o núemro de vagas para 300 competidores na modalidade.

 

Confira a classificação final:

 

Categoria: Feminina Open (69 km)

1ª Maria Lucia de Souza (Campo Grande)

2ª Mayara Dantas Silva (Campo Grande)

3ª Denise Amado Garcia (Campo Grande)

4ª Andressa Berti Pedrosa (Campo Grande)

5ª Ingrid Pereira da Silva (Campo Grande)

 

Categoria: Masculina Open (69 km)

1ª Marcos Rodolfo Schwederke (Dourados)

2ª Maximiliano Eduardo Ferreira Santana (Corumbá)

3ª Walter Aparecido Bernegozzi (Nova Andradina)

4ª Carlos Henrique Golin

5ª Paulo Arian Conciani (Corumbá)

 

Categoria: Masculina Master B Open (69 km)

1ª Cleide Ferreira Reis

2ª Marcelo Pedroso Mariano

3ª Josué Lopes de Souza

4ª Nelson França Alves Júnior

5ª Marcos Côrrea Rosa

 

Categoria: Feminina Elite (69 km)

1ª Luciene Ferreira da Silva (São Paulo)

2ª Lidiany Nunes de Oliveira e Silva (Dourados)

3ª Adriana Severina Farias Lima

4ª Elisangela Fernanda Dourado (Coxim)

5ª Jane Maria de Jesus (Mato Grosso)

 

Categoria: Elite (101 km)

1ª Mário Antônio Oliveira

2ª Gesiel Nunes de Lima

3ª David Rojas Almanza (Santa Cruz/Bolívia)

4ª Raul Cançado Júnior

5ª Gilmar Elias Batista Júnior

 

Categoria: Master A (101 km)

1ª Rosimar Cristino Ferreira

2ª Leomedes Vaneli de Souza

3ª Carlos Henrique Fróes

4ª Alexandre de Lima Silva

5ª Samuel Sandri