Credenciado pelo Ministério, Prefeitura fortalece Melhor em Casa em Corumbá

O programa Melhor em Casa acaba de ser credenciado pelo Ministério da Saúde e, a partir de agora, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, busca fortalecer as ações em Corumbá, visando ampliar o atendimento na cidade, passando dos atuais 17 pacientes, para 60, em um primeiro momento.

 

O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira, 18, pelo prefeito Paulo Duarte, durante uma entrevista coletiva com a imprensa local, que contou com a presença da secretária de Saúde Dinaci Ranzi; da diretora-presidente da Fundação de Cultura, vice-prefeita Márcia Rolon; de parte dos integrantes da equipe e de membros da imprensa.

 

Além de detalhar o programa Melhor em Casa, o encontro serviu para apresentar parte da equipe que desde agosto, vem desenvolvendo os serviços na cidade, atendendo 17 pacientes, com recursos próprios do Município. “O Melhor em Casa é extremamente importante que permite atender os pacientes em seus próprios domicílios, no seio familiar, de forma humanizada. Tudo isto implica inclusive na disponibilidade de leitos hospitalares que, se não fosse este programa, estariam ocupados por estes pacientes”, explicou o prefeito.

 

O Chefe do Executivo corumbaense informou que o programa Melhor em Casa começou ser implantado na cidade no início do ano com a escolha dos integrantes da equipe e elaboração do projeto para encaminhamento ao Ministério da Saúde. Ao mesmo tempo, uma equipe visitou Volta Redonda, no Rio de Janeiro, município referência em Serviços de Atenção Domiciliar.

 

O projeto foi encaminhado em julho para o Ministério da Saúde, visando o credenciamento. Enquanto isso, em agosto, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, iniciou os atendimentos na cidade e, em três meses, já está com 17 pacientes cadastrados.

 

“Estávamos aguardando o momento certo para divulgar o programa, inclusive para que não fosse feita nenhuma alusão ao período eleitoral. É um trabalho sério que seria apresentado mais à frente. Resolvemos antecipar e fazer agora em virtude da veiculação de uma reportagem na semana passada, na TV Morena, que me deixou estarrecido”, comentou Duarte.

 

Conforme ele, o programa começou ser desenvolvido no início do ano e que desde agosto, está atendendo na cidade. “Na semana passada, uma paciente atendida pela equipe do Melhor em Casa, aparece em uma reportagem da TV como se o trabalho estivesse sendo feito por outras pessoas, quando na verdade, o atendimento é realizado pelos nossos profissionais que fazem parte do Melhor em Casa, um programa do Governo Federal que está sendo desenvolvido na cidade, mesmo antes do credenciamento, custeado pela Prefeitura”, lembrou.

 

A reportagem surpreendeu inclusive um dos médicos da equipe, Riad Ali Hamié. Conforme ele, a veiculação foi um desserviço: “deixou de orientar a população sobre quem procurar para ter este tipo de atendimento em casa”, comentou.

 

E sobre isto, a secretária de Saúde, Dinaci Ranzi, explicou que os pacientes que se enquadram no programa, devem procurar primeiro as unidades de saúde de suas regiões. “São elas que acionam a equipe do Melhor em Casa”, adiantou.

 

Fortalecer

 

Paulo Duarte ressaltou que a partir do credenciamento junto ao Ministério da Saúde, a Prefeitura vai fortalecer o programa. “Hoje atendemos 17 pacientes. A meta é chegar a 60 e, pela disposição da equipe, vamos superar este número”, previu. “É um programa superinteressante, fantástico, que permite atender estes pacientes em suas casas, desafogando os leitos hospitalares”, completou.

 

Dinaci Ranzi informou que o programa fortalece a integralidade do cuidado. “O compromisso é dar segurança ao paciente no conforto do seu lar. Estamos consolidando cada vez mais o lema do nosso prefeito que é cuidando bem da cidade, cuidando bem das pessoas”.

 

O programa é coordenado pelo fisioterapeuta Marcelo Nunes Araújo. Conta com uma equipe composta ainda pelos médicos Juliano Silva de Oliveira e Riad Ali Hamié; pelas enfermeiras Letícia Schutz Pereira e Tatiana da Silva Santos Mattos, e pelas técnicas de enfermagem Cintia Umana Yupanqui, Claudia Maria Covo, Silvana Padilha Amorim e Neide de Souza Jimenez. A equipe de apoio é integrada pela nutricionista Fernanda dos Santos Lima Almeida; pelo assistente social Moacir Candido Louveira, e pela psicóloga Silvia Segovia Araújo Freire.

 

O programa Melhor em Casa visa diminuir o período de permanência de pacientes internados ou a internação desnecessária; aumentar a disponibilidade dos leitos hospitalares para retaguarda das urgências e internação; garantir atendimento humanizado, qualificado, sem abrir mão do conforto do lar, além de ampliar a autonomia dos usuários e familiares, para o cuidado à saúde do paciente.

 

O programa é um serviço que garante a continuidade da Atenção em Saúde aos pacientes que precisam de cuidados, mas que não precisam da internação hospitalar. É direcionado a pessoas domiciliadas em Corumbá; portadoras de doenças crônicas graves; portadora de incapacidades permanentes, restrito ao leito em 50% do tempo ou mais; em situação pós-cirúrgica, e possuir cuidador em seu domicilio. O atendimento é disponibilizado via SUS.

 

O programa começou a ser elaborado pelo Município no início do ano. Em março, a equipe esteve em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, que é referência em Serviços de Atenção Domiciliar, para conhecer as ações mais de perto. No retorno, a equipe passou a definir a forma de abordagem do atendimento.

 

O projeto foi elaborado em junho e encaminhado ao Ministério. Em julho, foram feitas as correções necessárias e reencaminhado ao Governo Federal. Em agosto, mesmo aguardando credenciamento, a Prefeitura iniciou os atendimentos com recursos próprios.