Corumbá volta ao circuito de exibições com inauguração de sala de cinema

Uma grande festa com direito a bolo com cereja, metáfora usada pelo prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, para se referir à instalação de uma sala de cinema em Corumbá, marcou a volta da cidade no circuito nacional de exibições de filmes. O antigo desejo da população corumbaense só foi possível graças à parceira entre a Prefeitura Municipal de Corumbá e o SESC/MS, que se instalou no município há cerca de um ano, após assinatura do termo que oficializou o uso do Centro de Convenções do Pantanal para sediar as atividades culturais desenvolvidas pela instituição.

 

O auditório do local passou por uma reforma para abrigar a sala que passa a funcionar em três formatos: Cine SESC (com títulos culturais); Comercial (circuito nacional) e Matinê (sessões infantis). Na reforma de todo o complexo, instalação de aparelhagem de projeção e compra de direitos autorais foram investidos cerca de R$ 400 mil.

 

“O SESC, mesmo atuando em cinco áreas de atuação, priorizou a cultural aqui por entender que é uma vocação, uma necessidade do município e isso só foi possível devido à parceria com a Prefeitura de Corumbá que surgiu de uma sensibilidade do prefeito e do nosso presidente da Fecomércio. Corumbá estava há mais de dez anos sem cinema, ou seja, há gerações sem ter entrado em uma sala de projeção”, disse Regina Ferro, diretora do SESC/MS.

 

Em seu discurso, o presidente da Fecomércio/MS, Edson Ferreira, destacou que a instalação da sala de cinema trará muito mais do que projeções de títulos em cartaz no circuito nacional para o público corumbaense.

 

“Aqui será local de execuções cinematográficas com filmes além de produções hollywoodianas, a programação contemplará direção, produção e mostra de vários países do mundo contemplando à população um conhecimento mais acentuado dessa arte a todos, que prova emoções e reflexões e que combina entre si muitas outras artes, como as artes cênicas, a encenação, a fotografia e a literatura”, afirmou ao materializar a metáfora amplamente divulgada pelo prefeito para se referir à volta do cinema em Corumbá.

 

“É a oportunidade de assistir filmes consagrados a um preço acessível. Estamos especialmente empolgados por termos esse espaço para oferecer nossos serviços à população. Hoje, torna-se realidade nossa vontade em proporcionar acesso á cultura e ao lazer em Corumbá. Torna-se também realidade o compromisso do prefeito Paulo Duarte ao entregar esse cinema, considerando a cereja do bolo de uma administração à população corumbaense”, disse Edson ao apresentar um bolo com uma cereja no topo.

 

Berço da Cultura

 

Paulo Duarte lembrou toda a trajetória desde as tratativas iniciais como SESC até a inauguração da sala de cinema na noite desta terça-feira, 25 de novembro. Ele reforçou que a presença do SESC vem somar à grande vocação do povo corumbaense.

 

“É um dia muito importante para todos nós, para a cultura de Corumbá. Nós somos o berço da cultura, mas não podemos ficar deitados nesse berço esplêndido, queremos que nossas manifestações aconteçam para todas as partes da cidade, todos os níveis sociais para que as pessoas possam ter bem claro que aqui em Corumbá se respira arte desde a sua infância. Aqui é um lugar onde a arte e a cultura prosperam e com a expertise do SESC, esse aqui (Centro de Convenções) vai ser um dos principais espaços culturais do Mato Grosso do Sul”, afirmou ao também expor mais um benefício do trabalho em parceria.

 

“Se não fosse a parceira com o SESC, esse espaço (Centro de Convenções) estaria se degradando. A Prefeitura não tem capacidade de tocar, não é a sua função, sua missão principal, estamos também deixando de colocar recursos aqui para investir em outras áreas. Há um alto custo de manutenção de um lugar como esse que o SESC estão bancando”, falou.

 

Com a volta de uma sala de cinema acessível a toda a população, o prefeito avalia que aquele que já é um ponto turístico da cidade passa a ter um quesito a mais de atração para os moradores da cidade e visitantes.

 

“A resposta que nós corumbaenses temos que dar ao SESC é prestigiar esse espaço, vir aqui nas exposições, na biblioteca, no cinema. A arte, a cultura estão em movimento, tem que ter gente, tem que ter ebulição. Vamos deixar esse local aqui, o Porto Geral, como em qualquer lugar do mundo, um dos mais charmosos da cidade e o cinema começa a trazer para essa região esse charme”, finalizou.

 

A sala foi aberta aos convidados que tiveram a oportunidade de assistir, com direito a pipoca, os trailers dos filmes que entrarão em cartaz a partir de hoje na programação de final de ano. Um dos ilustres convidados foi o cineasta Joel Pizzini, que assina os filmes Caramujo-Flor e 500 Almas.

 

Além da inauguração da sala de cinema, o evento marcou também a inauguração da biblioteca do SESC que inicia as atividades com 3 mil títulos no acervo e da exposição de 22 telas do artista plástico corumbaense Jorapimo.

 

Serviço

 

Dando continuidade ao Cine SESC, exibições gratuitas de filmes selecionados com o melhor da produção nacional e internacional, a sala ficará aberta nas terças e quartas-feiras, a partir das 19h30, com entrada gratuita. A programação do Cine SESC segue uma vertente mais cultural e propicia ao final de cada projeção um debate sobre o tema abordado na telona.

 

Nas quintas, sextas-feiras e sábados, a partir das 19h30, a sala fica reservada para as produções mais recentes do cinema nacional e internacional. Títulos que estão em cartaz em todo o país serão exibidos em sessões noturnas ao preço de R$ 20 e meia-entrada. Já para alunos da Rede Municipal de Ensino será cobrado um preço diferenciado, de apenas R$ 5. Cada filme ficará em cartaz por 15 dias a começar pelo longa Tim Maia, que conta a história do vida de um dos maiores nomes da MPB.

 

Não esquecendo o público infantil, nas sextas-feiras e sábados, às 17 horas, estão programadas exibições de filmes voltados para a criançada. A entrada da matinê é gratuita.