Câncer da próstata: para urologista, preconceito é o grande adversário

O urologista Cristiano Xavier prega o fim do preconceito entre a população masculina para redução dos casos de câncer de próstata não só em Corumbá, mas em todo o Brasil e no mundo. Na manhã desta quarta-feira, 12, Cristiano proferiu uma palestra a um grupo de servidores públicos municipais, e o foco principal foi justamente esta doença que, prevenindo, tem cura.

 

A palestra aconteceu no auditório do Paço Municipal e integra a campanha Novembro Azul, idealizada pela Prefeitura e coordenada pela Secretaria de Saúde, que está com uma série de ações em toda a cidade, todas voltadas para a melhoria da saúde da população masculina.

 

O urologista e cirurgião Cristiano Xavier, que também é subsecretário de Saúde do Município e diretor da Junta Interventora do Hospital de Corumbá, informou que a estimativa é que surjam 90 mil novos casos do câncer de próstata neste ano de 2015 no Brasil. Para ele, este número poderia ser bem menor com a prevenção.

 

“Ainda há muito preconceito por parte dos homens, principalmente quando o assunto se refere ao exame de detecção da doença, o toque. Já mudou muito, mas precisa mais”, enfatizou o médico, destacando que a população masculina não pode se preocupar com as brincadeiras dos amigos, já que o que está em jogo, é a saúde do ser humano.

 

Cristiano explicou também que o homem precisa deixar de lado o preconceito, fazer os exames como o toque e o PSA que permitem identificar lesões em fases precoces e diminuir a probabilidade de morrer por complicações da doença. Segundo o urologista, o próprio homem deve tomar a iniciativa e procurar o médico. No entanto, conforme Cristiano, “quem leva o homem ao consultório, para os exames, é a mulher. Ela pega e arrasta”, revelou.

 

O médico elogiou a iniciativa da Prefeitura em desenvolver atividades durante o Novembro Azul, voltadas à saúde do homem. Lembrou que, no próximo dia 26 de novembro, é celebrado o Dia Internacional de Prevenção e que no Brasil não se faz uma campanha com esta que está ocorrendo em Corumbá, que está possibilitando falar sobre a doença, sobre a saúde do homem, de frente, sem qualquer tipo de vergonha. “Corumbá está fazendo isso, se preocupando com a saúde do homem”, celebrou.

 

E não foi somente sobre o câncer de próstata. Durante o encontro com os servidores, Cristiano Xavier falou também sobre outras doenças que afetam a população masculina e demonstrou com fiança de que o grupo presente vai buscar disseminar os conhecimentos adquiridos junto aos demais servidores, familiares e na própria população corumbaense.

 

A secretária de Saúde, Dinaci Ranzi, também destacou a necessidade de se “vencer o preconceito”. Ela participou da abertura dos trabalhos e antes de convidar duas outras servidoras que estavam presentes para se retirar do auditório, para deixar os homens mais a vontade, comentou que é justamente o “preconceito que faz o homem ter câncer de próstata”.

 

Lembrou o trabalho que está sendo desenvolvido na cidade. “A campanha prega a prevenção e o nosso prefeito Paulo Duarte tem apostado nisso para que, não só os homens, mas a população de um modo geral tenha mais saúde”, observou. Para ela, a palestra com o auditório lotado, “mostra que estamos no caminho certo” e que a campanha tem recebido elogios de todo o Estado. “Só nos resta trabalhar cada vez mais para levar saúde para cada canto do nosso Município, que não é pequeno”, completou.

 

A palestra foi aberta pelo secretário de Governo Márcio Cavasana que representou o prefeito Paulo Duarte. Ele destacou a realização da campanha e lembrou a abertura, quando o assessor do prefeito, Lamartine Figueiredo Costa que, sem preconceito, relatou sua experiência. “Ele teve câncer de próstata, hoje está curado e, sem preconceito, compartilhou com a gente o seu problema. É um exemplo para todos nós”, disse.