Prefeitura trabalha para reintegrar moradores de rua à família e sociedade

Durante a inauguração da sede do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) de Corumbá, o prefeito Paulo Duarte ressaltou o trabalho realizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania, para reaproximar esses cidadãos às suas famílias.

 

“Esse espaço é, na verdade, uma radiografia do momento que vive o País. Hoje temos um olhar diferenciado para as pessoas mais humildes, para as que mais precisam de ajuda. E este novo espaço, limpo, bem equipado e com profissionais de diferentes especialidades, é a prova disso”, pontuou.

 

“Hoje nós procuramos alternativas para reinserir essas pessoas no seio familiar e, dessa forma, à sociedade, e não mais despachamos esses indivíduos para outras cidades, como se fazia no passado. Não queremos nos livrar desse ‘problema’ de qualquer jeito. Queremos que esses cidadãos tenham a possibilidade e a capacidade de seguir uma vida nova”, completou.

 

Um exemplo da funcionalidade dessa política pública inclusiva é Kizu, um jovem músico colombiano que busca reconhecimento e melhores condições de vida. Há oito dias em Corumbá, foi atendido pela equipe da Prefeitura e encontrou no Centro POP um ponto de apoio.

 

“O Brasil é a vitrine da América do Sul. É o lugar onde podemos crescer e ser valorizados”, afirmou o artista, que se apresentou durante a solenidade e aproveitou para vender algumas cópias de seu CD autoral. Com a comercialização deste material, Kizu está juntando dinheiro para seguir sua jornada rumo aos grandes Centros do País.

 

Mas nem sempre este trabalho de reintegração social é fácil, tão pouco rápido. “Meu sonho é conseguir tirar a Dona Maria da rua”, confessou Paulo Duarte. Maria do Saco, como é conhecida na cidade, é uma senhora que vive pelas ruas e não aceita a ajuda de quase ninguém. Seguidas vezes recusou atendimento da Assistência Social, mesmo nos dias mais quentes ou mais frios.

 

“O contato com ela é sempre muito difícil. Agora estamos buscando a família dela, fazendo um trabalho de convencimento e criando toda uma estratégia de apoio social e psicológico para tentar tirá-la dessa situação”, detalhou a coordenadora do Centro POP, Marilza da Silva Pinheiro. É desta forma, constante e integrada, que a Prefeitura de Corumbá trabalha para fortalecer os laços entre os moradores de rua e suas famílias.