Centro POP vai oferecer apoio e atenção às pessoas em situação de rua

O prefeito Paulo Duarte inaugurou nesta quarta-feira, 22 de outubro, o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua. Localizado no número 1.252 da rua Cuiabá, o Centro POP, como a casa é chamada, será um ponto de apoio, atenção e cuidado com os moradores em situação de rua.

 

No local, uma equipe multidisciplinar composta por psicólogos, educadores, pedagogo, auxiliares administrativos e auxiliar de serviços diversos, vai trabalhar o fortalecimento dos vínculos interpessoais, inclusive com familiares, permitindo a construção de novos projetos de vida e efetivando a sua saída das ruas e seu retorno ao seio familiar.

 

“Já houve um tempo em que as pessoas, na época classificadas como mendigas, eram colocadas dentro de um ônibus e mandadas embora para São Paulo. Hoje esses cidadãos em situação de rua são tratados com dignidade e respeito”, destacou o prefeito Paulo Duarte durante a solenidade de inauguração do novo equipamento público.

 

“A pessoa que opta por viver na rua não está cometendo nenhum crime. Cabe a nós, Poder Público, oferecer condições e oportunidades para que ela possa, ao seu tempo, ser reintegrada à sociedade, ao vinculo familiar. É exatamente essa a função do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua”, continuou o prefeito.

 

O Centro POP funcionava desde o início do ano de forma improvisada no Creas e já ajudou mais de 20 moradores de rua. Com o prédio próprio, a equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania tem uma estrutura mais ampla, equipada e preparada para atender ainda mais pessoas.

 

“Este não é um trabalho simples. Sabemos da dificuldade que é convencer essas pessoas, desde o momento da abordagem na rua, em aceitar o atendimento e criar esse vinculo de confiança. Felizmente temos uma equipe que não mede esforços e trabalha durante as noites, os finais de semana e nos feriados em busca deste objetivo”, disse a secretária municipal de Assistência Social e Cidadania, Andrea Ulle.

 

Representando o Poder Legislativo, o vereador Tadeu Vieira também ressaltou o trabalho realizado pela Prefeitura com as pessoas em situação de rua. “Este sempre foi um problema muito sério de Corumbá. Entendemos que este é o início dessa caminhada para que a unidade familiar prevaleça”, afirmou.

 

Função Social

 

O Centro POP realiza atendimento psicossocial em grupos, oficinas de trabalhos manuais, encaminhamentos para outras políticas públicas, além da abordagem social em vias públicas. A abordagem social caracteriza-se pela identificação, aproximação e acompanhamento dos indivíduos em situação de rua.

 

Em Corumbá, só no primeiro semestre deste ano, foram identificadas 220 pessoas em situação de rua. Destas setenta e oito estão sendo acompanhadas pela equipe do Centro POP e 142 foram atendimentos com migrantes, trecheiros e/ou pessoas em trânsito, dentre eles os malabares e demais artistas de rua.

 

De acordo com os dados levantados através de serviço de abordagem social e entrevistas psicosociais, as razões que levam as pessoas à situação de rua devem-se ao rompimento de vínculos familiares decorrentes do uso abusivo de álcool (20 pessoas); uso abusivo de drogas (95 pessoas) e indícios de transtorno mental (16) pessoas.

 

Diante desse quadro, as ações da Prefeitura devem ter um caráter de conscientização e orientação no sentido de fortalecer as possibilidades para a reconstrução de projetos e trajetórias de vida que incluam a saída das ruas, bem como articulação com outras políticas públicas para o desenvolvimento de ações intersetoriais.

 

“Nessa direção, em consonância com a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais, o Centro POP está sendo um grande avanço no que se refere a execução de uma Política Pública eficiente no que tange a proteção social, e concretizado com a saída de 17 pessoas dessa condição, desde o início de suas atividades”, concluiu a secretária Andrea Ulle.