Caos e falta de segurança obrigou Prefeitura a intervir no transporte coletivo

No dia 20 de janeiro deste ano, o prefeito Paulo Duarte tomou uma medida enérgica e decisiva contra a Viação Canarinho, que até então atuava no transporte coletivo de Corumbá escorada em uma liminar da Justiça. A Prefeitura interveio na empresa e assumiu, por meio de Junta Interventora, a administração do serviço público.

 

“A situação era de absoluto caos”, definiu o prefeito na época. Dos 20 veículos que compunham a frota, 12 estavam parados por falta de manutenção e de peças. As quebras e os atrasos eram constantes. Quatorze dias antes, um ônibus pegou fogo no bairro Jardim dos Estados depois de uma pane mecânica e elétrica. Por sorte nenhum passageiro ficou ferido.

 

E a sucessão de problemas na concessionária afetava até os próprios funcionários. No começo da intervenção, cerca de 15% dos trabalhadores ainda não haviam recebido os salários de dezembro e nem o vale de janeiro. A situação foi prontamente resolvida pela Prefeitura e os pagamentos postos em dia.

 

E para conseguir condições mínimas de tráfego, a Prefeitura precisou providenciar, já na primeira semana, seis ônibus para reforçar a frota, desgastada e bastante prejudicada pela falta de manutenção. Incialmente planejado para durar seis meses, o processo de intervenção teve que ser prorrogado até o final de outubro para que a todo o novo processo de licitação fosse totalmente concluído.

 

Hoje, nove meses após a decisão do prefeito, a Viação Cidade Corumbá, vencedora do certame, começou a operar com uma frota composta por 25 ônibus zero quilômetro, todos adaptados para portadores de necessidades especiais.

 

“Para chegar esse dia foi muito difícil, dava para escrever um livro nesse um ano e meio, até porque eu assumi em janeiro do ano passado e, desde fevereiro de 2013, firmei esse compromisso. Corumbá passa a ter, no dia de hoje, a mais nova frota de ônibus do Brasil, não tem nenhuma cidade hoje que tem uma frota igual de Corumbá”, afirmou o prefeito nesta sexta-feira.

 

Agora, superado o maior desafio, a Prefeitura volta seus esforços para melhorar ainda mais as condições de quem depende do transporte coletivo. Um novo transbordo já está sendo projeto pela Agetrat, assim como a recuperação dos pontos de ônibus. “Vamos seguir trabalhando firmes, sempre pensando no desenvolvimento da nossa cidade e no bem estar da nossa gente”, finalizou Paulo Duarte.

 

Ouvidoria

 

Durante a entrega da nova frota da Viação Cidade Corumbá, o prefeito de Corumbá anunciou ainda a criação de uma ouvidoria especifica para os usuários do transporte coletivo. “Vamos começar essa história do zero e vamos começar bem. Nós teremos um canal direto com o usuário do transporte coletivo onde eles vai poder saber dos serviços, reclamar dos eventuais problemas, enfim, um local que ele se manifeste”, afirmou.

 

“Conversei com o proprietário da empresa e vai ser criada essa ouvidoria, basta decidir se na própria concessionária ou na Agetrat. Independente do local, será um canal direto para a população falar como está o transporte coletivo. Estamos começando uma nova etapa, uma mova história e queremos que ela comece bem e que caminhe da mesma forma”, concluiu o chefe do Executivo municipal.