Prefeitura implanta pavimento asfáltico no primeiro trecho da Rua Pará

O primeiro trecho da Rua Pará, no Jardim dos Estados, já está recebendo o pavimento asfáltico como parte de um amplo projeto da Prefeitura de Corumbá que prevê o mesmo benefício em outras 12 quadras da região. Os serviços foram iniciados na primeira semana de setembro e, nesta terça-feira, 16, está sendo lançado o Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), para posterior sinalização vertical e horizontal.

 

A pavimentação da Rua Pará está ocorrendo no trecho entre a Marechal Deodoro e José Fragelli. O benefício foi anunciado pelo prefeito Paulo Duarte no final do mês de julho, durante a entrega do sistema de climatização da Escola Municipal Ângela Maria Perez, e atende reivindicação da comunidade local.

 

A proposta da Prefeitura é asfaltar também a quadra entre a José Fragelli e Cyríaco de Toledo, passando em frente à Escola Municipal Ângela Maria Perez. Mas, antes disso, será executado um grande projeto de drenagem para resolver problemas de inundações que ocorrem na região, durante as chuvas.

 

Segundo o prefeito, no primeiro trecho em execução, não houve necessidade de obra de drenagem profunda e, por isso mesmo, a obra já está em fase de conclusão. Mas, para implantar o asfalto na segunda quadra programada e atender a escola e moradores locais, é preciso fazer a drenagem antes, que deve ser iniciada em breve.

 

O prefeito lembra ainda que o projeto prevê pavimento asfáltico em 13 quadras, beneficiando o Jardim dos Estados e a Popular Nova. O projeto já foi aprovado, licitado e já está com ordem de serviço assinada.

 

O secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Gerson da Costa Melo, explicou que a segunda quadra da Pará receberá o pavimento tão logo aconteçam os serviços de drenagem. “Não podemos asfaltar sem antes fazer a drenagem. Se isto ocorresse, as casas localizadas em frente à escola continuariam sofrendo inundações. Estão localizadas em uma grande bacia e a drenagem será justamente para eliminar estes pontos de alagamentos, para que os moradores não tenham mais problemas com inundações de seus imóveis”, resumiu.

 

O projeto prevê, para o trecho entre a José Fragelli e Cyríaco de Toledo, execução de uma rede de drenagem que será responsável pela canalização da água pluvial até a galeria da Rua José Fragelli, que receberá toda a água daquele setor que, além de inundar as casas, chega até à Rua Rio Grande do Sul, por onde escorre por vários dias, após as chuvas. “O trabalho será para eliminar este problema, para depois implantar o asfalto. Se asfaltasse agora, perderíamos o pavimento, acarretando prejuízos aos cofres públicos”, disse Gerson.