Moradores do Jardim dos Estados se unem pelo Centro de Artes e Esportes

“Pra gente é uma alegria ter essa praça aqui no bairro. Vai ser um lugar ótimo pra todos nós, crianças, jovens, adultos e idosos. Ela valorizou demais nossa região. Hoje temos orgulho de dizer que moramos no Jardim dos Estados”. A fala é do vice-presidente da Associação de Moradores do Jardim dos Estados, Luiz Santos, mas representa a opinião de todos os moradores daquela parte da cidade.

 

“Foi bastante emocionante ver essa obra tomando forma. E ver que cada dia ela vai ficando mais pronta, é uma satisfação muito grande. Minha mãe, com quase 80 anos, está louca pra caminhar lá”, continuou Luiz, mais conhecido pela comunidade como “Brinde”. Com a construção em ritmo acerado, a preocupação da Prefeitura e da Associação agora é com a preservação do local contra a ação de vândalos.

 

“Estamos conversando com os moradores, mostrando que ali será um espaço nosso e que precisamos cuidar dele”, explicou o representante do bairro. Neste sábado, 20 de setembro, por uma orientação do prefeito Paulo Duarte, os secretários Márcio Cavasana (Governo) e Gerson da Costa Melo (Infraestrutura e Serviços Públicos), e a diretora-presidente da Fundação de Cultura, Márcia Rolon, se reuniram com moradores para reforçar esse tema.

 

O encontro faz parte do trabalho desencadeado no início do ano pela Prefeitura. Todas as secretarias da Administração Municipal estão envolvidas na ação. O Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) será entregue no final de outubro, como parte das comemorações do aniversário da cidade.

 

A construção da praça faz parte de uma parceria da Prefeitura com o Governo Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). A estrutura faz parte de um projeto desenvolvimento pelos Ministérios da Cultura; Esportes; Desenvolvimento Social e Combate à Fome; Justiça; Trabalho e Emprego, e do Planejamento, Orçamento e Gestão.

 

O empreendimento está sendo implantado em uma área ao lado da Creche Municipal Maria Benvinda Rabello, e também do Centro de Convivência dos Idosos. O moderno equipamento vai integrar em um mesmo espaço físico, programas e ações culturais, práticas esportivas e de lazer, formação e qualificação para o mercado de trabalho, serviços sócio assistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital, de modo a promover a cidadania em regiões com vulnerabilidade social.