Aniversário de Corumbá tem desfile, quermesse e show com Almir Sater, hoje

Desfile cívico-militar, quermesse da Santa Casa e um show com Almir Sater marcam este dia 21 de setembro, data em que Corumbá comemora seus 236 anos de Fundação. A festa começa às 16 horas deste domingo, na Avenida General Rondon, e se encerra à noite, na estrutura montada na Praça Generoso Ponce.

 

E, para quem prestigiar os espetáculos, a Prefeitura está disponibilizando também uma grande praça de alimentação. É a quermesse da Santa Casa de Corumbá, que será aberta às 16 horas, visando arrecadar fundos para o hospital de Corumbá.

 

O desfile terá a participação de cerca de cinco mil pessoas representando 61 instituições dos mais diferentes segmentos, como militares, educacionais, movimentos culturais organizados, além de instituições sociais representativas da comunidade corumbaense.

 

O evento, um dos destaques da programação do aniversário, é uma realização da Prefeitura Municipal. O trajeto será pela Rua Frei Mariano e Avenida General Rondon, da Rua 13 de Junho até a Firmo de Matos. Entre as 61 instituições estão 37 escolas não só de Corumbá, mas de Ladário, Aquidauana e a Banda de Dois Irmãos do Buriti.

 

A abertura será feita pelas forças militares (Marinha, Exército, Aeronáutica, Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental, Corpo de Bombeiros), além da Guarda Municipal e Agetrat, seguido da Banda Municipal de Música Manoel Florêncio e Coral Cidade Branca.

 

Show de aniversário

 

O dia do aniversário será encerrado com um grande show na estrutura da Praça da Independência, a partir das 21 horas. Quem se apresenta ao público corumbaense é o violeiro, compositor, cantor e ator sul-mato-grossense Amir Sater, reconhecido pela Revista Rolling Stone Brasil em 2013, como um dos 30 maiores instrumentistas da música brasileira.

 

Nascido em Campo Grande, Almir Eduardo Melke Sater, desde pequeno já tocava viola. Estudou direito no Rio de Janeiro. Gravou seu primeiro disco em 1980, contando com a participação de Tetê Espíndola, Alzira Espíndola e incluiu diversas músicas da fiel parceria com Paulo Simões.

 

Ficou famoso ao participar da telenovela Pantanal, da Rede Manchete em 1990. Em 1991 protagonizou, ao lado de Ingra Liberato a novela Ana Raio e Zé Trovão, da mesma emissora.

 

Fez parte da geração Prata da Casa, no início dos anos 80, sendo uma das principais atrações do movimento que juntou os maiores expoentes da música sul-mato-grossense.

 

Paralelamente, Almir estabeleceu uma rica parceria com Renato Teixeira, e juntos compuseram várias canções, como “Tocando em frente”, gravada por eles próprios e por outros cantores, como Maria Bethânia e Sérgio Reis.

 

Exímio violeiro, seu estilo caracteriza-se pelo experimentalismo, a utilização de diversas afinações diferentes e o resgate da música regional. Suas influências vão de Al Jarreau e Beatles às músicas mineira, andina e caipira/sertaneja tradicionais. Também toca violão e domina totalmente o charango.

 

Almir Sater também participou como ator na telenovela Bicho do Mato, da Rede Record, em que interpretava a personagem Mariano. Atuou também na telenovela O rei do gado, da Rede Globo, de 1996, onde seu personagem fazia uma dupla com o personagem de Sérgio Reis, denominada “Pirilampo & Saracura”, tendo gravado, inclusive, músicas na trilha sonora da novela.