Prefeitura inicia pavimentação de mais uma alameda na parte alta da cidade

A Prefeitura de Corumbá iniciou as obras de terraplanagem para a implantação de pavimento, por meio de lajotas sextavadas, em mais uma alameda do Guanã, parte alta da cidade. Desta vez, os trabalhos estão acontecendo na Sebastião Lopes Morrone, entre as ruas João B. Couto e José Maciel de Barros. Esta é a quarta via que está sendo contemplada pelo programa lançado no final do primeiro semestre pelo prefeito Paulo Duarte, que prevê lajotamento de 32 alamedas na cidade, beneficiando 12 bairros.

 

A preparação do solo foi iniciada na quarta-feira, 27, e o cronograma prevê o início da implantação das lajotas já no inicio da próxima semana. Antes da Sebastião Lopes Morrone, a Prefeitura já havia executado serviço semelhante, beneficiando os moradores das alamedas localizadas no setor 13 do Guanã; quadras 177, 178, e 180, todas entre as ruas José Fragelli e Cyríaco de Toledo, acima da José Maciel de Barros.

 

Os serviços estão sendo executados em duas frentes atendendo as regiões norte e sul. Nesta primeira etapa a Prefeitura está implantando 28.786,86 metros quadrados de pavimento, além de 8.361,20 metros de drenagem superficial, tudo com recursos próprios, oriundos dos imposto que a população paga.

 

Na região norte, as obras contemplam 12 alamedas localizadas nos bairros Dom Bosco, Generoso, Cervejaria, Universitário e Centro da Cidade. São 11.396,86 metros quadrados de pavimento, além de 3.336,60 metros de drenagem superficial.

 

Na região sul – parte alta da cidade – estão sendo atendidas 20 alamedas localizadas nos bairros Centro América, Aeroporto, Nova Corumbá, Popular Nova, Nossa Senhora de Fátima, Guanã, Guarani e Guaicurus. São 17.390,11 metros quadrados de pavimento, e 5.024,60 metros de drenagem superficial.

 

Cinco alamedas já foram contempladas: a Carneiro, no Bairro Aeroporto; Catarina A. Cunha, no Dom Bosco, e as três alamedas do Guanã. Hoje, os serviços estão concentrados na alameda Antônio Avelino Amaral, entre as ruas Cuiabá e América, no Dom Bosco, e na Sebastião Lopes Morrone, no Guanã.

 

Solução de um problema

 

Para moradores da parte alta da cidade, o lajotamento das alamedas é apontado como solução para problemas antigos. “Vai trazer muitas coisas boas. Aqui, quando chovia, era lama, e a na seca, poeira. Isto sem contar a buraqueira. Agora não, com a lajota, nossa rua ficará bem melhor. O prefeito está fazendo uma coisa boa, lembrando dos pobres”, testemunhou Leila Escobar Rodrigues, 51 anos.

 

Ela reside na Alameda Sebastião Lopes Morrone e, nessa quarta-feira, 27, ao lado dos netos, observava as máquinas trabalhando na compactação do solo. Lembrou que a benfeitoria resultará em um bem maior ainda para todos que residem ali. É que devido ao excesso de poeira, com o tempo seco, as crianças e até os adultos, acabavam sofrendo com problemas respiratórios. “Gripe, bronquite, tudo isso causado pela poeira. Agora vai melhorar”, completou.

 

Outra moradora da alameda que acompanhou os serviços de perto foi Daiane Cristina Silva de Figueiredo, 23 anos. Há oito anos residindo no local, ela comemorou a nova conquista. “Aqui era terra, lama, buraco e poeira. Agora, com certeza, vai melhorar muito, minimizar o nosso sofrimento”, destacou. Daiane revelou que todos que residem naquele local, “esperavam há anos o lajotamento. Agora, está saindo”.