Prefeitura conclui asfalto da Pedro de Medeiros e inicia sinalização

O último trecho das obras de pavimentação asfáltica da Rua Pedro de Medeiros, na Popular Velha, será concluído nesta quinta-feira, 28, trinta e sete dias após o prefeito Paulo Duarte autorizar o início dos serviços. Além do pavimento, a empresa responsável está implantando o meio fio e, em seguida, serão executados os serviços de sinalização viária, inclusive com faixas de pedestres elevadas, semelhantes às existentes na Avenida Rio Branco, na altura da futura sede do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) e da entrada do Parque Urbano.

 

A obra será entregue durante as comemorações dos 236 anos de Corumbá, celebrados agora em setembro, dia 21, e o prefeito já afirmou que vai entregar esta benfeitoria, tão aguardada pelos moradores, com sinalização vertical e horizontal, para disciplinar o trânsito na região, garantindo maior segurança aos pedestres e também aos próprios condutores de veículos.

 

Na manhã dessa quarta-feira, 27, foi iniciada a implantação do pavimento (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), no trecho entre a Antônio João e 15 de Novembro, que será executado até o final da tarde. Já na quinta, está prevista a execução do trecho entre a tenente Benedito Melquíades de Jesus até a Geraldino Maciel de Barros, como também a quadra da Rua Frei Mariano, entre a Theodomiro Serra e a Pedro de Medeiros.

 

O início das obras na Pedro de Medeiros foi autorizado pelo prefeito Paulo Duarte no final da tarde do dia 22 de julho. Na época, ele próprio informou aos moradores que a entrega aconteceria durante as comemorações do aniversário da cidade.

 

“Fizemos tudo isso de forma planejada, organizada, para chegar aqui e falar para vocês que até o mês de setembro, durante as comemorações do aniversário da cidade, vamos entregar a pavimentação dessa importante via e, ai sim, a homenagem que esta rua faz vai ser justa. Talvez os mais jovens não saibam, mas Pedro Paulo de Medeiros foi um grande poeta corumbaense”, disse o prefeito quando autorizou início da pavimentação.

 

A obra está sendo executada com recursos próprios da Prefeitura, oriundo dos impostos que a população paga. São sete quadras entre a Geraldino de Barros, na divisa com o Centro América, e a 15 de Novembro, além da Frei Mariano, entre a Pedro de Medeiros e a Theodomiro Serra, totalizando 12.975,21 metros quadrados à base do Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), um tipo de pavimento mais resistente que o frio, com vida útil mais longa.

 

População acompanha

 

Obra emblemática, a pavimentação da Rua Pedro de Medeiros tem sido acompanhada de perto pelos moradores que, há décadas, aguardavam pela benfeitoria. Era uma antiga reivindicação de todos que residem naquela via. Ali era lama na época de chuva, e muita poeira na seca, o que acabava causando sérios problemas de saúde, principalmente respiratórios.

 

Até quem vive há pouco tempo na Pedro de Medeiros se sente aliviado com a chegada do asfalto, e faz até questão de registrar. Com um aparelho de celular, Márcia Júlio Barbosa aproveitou o maquinário lançando o asfalto pela manhã em frente a sua casa, para fotografar. A imagem, segundo ela, tinha destino certo: o esposo Paulo Madson Barbosa.

 

“Estou fotografando para enviar estas imagens para o meu marido que está viajando e mostrar que o asfalto já está passando aqui, em frente de casa”, revelou. Ela se sente uma privilegiada: reside naquela rua há apenas dois anos e já está sendo beneficiada com o pavimento asfáltico. “Peguei moleza. Minha vizinha mora aqui há mais de 40 anos e quando mostrei o convite de que o asfalto seria lançado, ela não acreditou. Agora, já está aqui, em frente da nossa casa”, ressaltou.

 

Márcia comentou que já está planejando uma nova calçada. “No lugar dessa que está aqui, vou plantar grama e fazer calçada no restante”, disse, observando a largura do passeio público. “Vou até retirar esta árvore (uma sete copas) e plantar outra mais bonita aqui, um Ipê Roxo. Já plantei um, mas arrancaram. Espero que agora isto não aconteça”, finalizou.