Corumbá celebra Dia da Saúde com ações na academia do Arthur Marinho

O Dia Nacional da Saúde, celebrado em 05 de agosto, será marcado com uma série de ações em Corumbá, voltadas à população. A programação está a cargo da Secretaria de Saúde da Prefeitura e será aberta às 07 horas, na Academia de Saúde do Bairro Arthur Marinho, localizada na Rua 13 de Junho, anexa ao estádio Arthur Marinho.

 

As ações estão a cargo da Gerência de Vigilância em Saúde e da Coordenadoria da Vigilância Epidemiológica de DANT (Doenças e Agravos não Transmissíveis). No período das 07 às 11 horas, a comunidade será atendida com aferição da pressão arterial, avaliação física, além de participar de brincadeiras com premiações e rodas de conversa sobre as Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT), tais como diabetes, hipertensão, câncer, alcoolismo, tabagismo, obesidade, entre outras.

 

O Dia Nacional da Saúde foi criado como forma de promover a conscientização sobre a importância do tema entre a população, relembrar os cuidados que cada um deve ter com o corpo e promover a educação sanitária.

 

O dia foi escolhido em homenagem ao nascimento do médico brasileiro Oswaldo Cruz (1872-1917), que se formou aos 20 anos de idade e foi um dos cientistas pioneiros no estudo das doenças tropicais.

 

Por meio dos esforços de Oswaldo Cruz, o Brasil conseguiu combater a peste bubônica em Santos (SP), além de outras cidades portuárias. Ele também coordenou campanhas de erradicação da febre amarela e da varíola no Rio de Janeiro.

 

Mesmo com a revolta popular e os protestos violentos no início do século XX, ele lutou para tornar a vacinação obrigatória no país. Com o tempo, ganhou apoio da população e do governo nessa causa e no combate aos mosquitos transmissores de doenças. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), centro de medicina experimental, tornou-se seu principal legado.

 

Relembrar seu nascimento é importante, pois, devido ao trabalho de pessoas como Oswaldo Cruz, existem atualmente vacinas que previnem diversas doenças e alguns males já foram até erradicados do mundo. Os bebês já são imunizados com poucos dias de vida e o calendário de vacinação deve ser rigorosamente cumprido pelo médico e pelo paciente, a fim de que o indivíduo esteja imune a determinadas infecções.