Comitê de Prevenção e Combate a Incêndios avalia ações em encontro

Os integrantes do Comitê Municipal de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais se reuniram no último dia de julho na sede da Embrapa Pantanal para discutir, avaliar e criar estratégias de prevenção de incêndios na região pantaneira.

 

O Comitê é composto por representantes de diversas instituições públicas dos municípios de Corumbá e Ladário. Os membros da formação atual foram nomeados por meio da portaria municipal nº 713, de 29/08/2013,  assinada pelo prefeito Paulo Duarte. Tem como presidente o Major do QOBM Fábio Catarinelli, e como vice-presidente, Balbina Soriano, pesquisadora da Embrapa Pantanal.

 

A fim de atingir os objetivos determinados em seu regimento – “fortalecer, articular e fomentar a implantação das ações e políticas de prevenção, monitoramento, controle das queimadas e combate aos incêndios florestais, por meio da redução do emprego do fogo em práticas agropastoris e florestais na região do Pantanal” – os atuais componentes realizam, periodicamente, reuniões de trabalhos para discutir, avaliar e criar estratégias de prevenção de incêndios viáveis para a aplicação na região do Pantanal, que, sazonalmente é muito afetada por incêndios florestais.

 

A última reunião contou com a participação de duas representantes do IBAMA/PrevFogo que, além de apresentar o resultado de uma avaliação feita sobre os planos de ação já realizados pelo Comitê, ofereceram a ajuda da equipe do Ibama para futuros cursos e treinamentos do grupo.

 

Segundo a pesquisadora Balbina, “na região do Pantanal existe uma tendência do aumento dos focos de calor a partir do mês de maio prolongando-se até novembro, sendo que o pico ocorre em agosto e setembro. Este período é marcado, também, pela diminuição das chuvas e pelos baixos valores da umidade relativa do ar. Por este motivo as ações de prevenção são muito importantes, já que minimizam os impactos das queimadas que interferem diretamente na dinâmica e estrutura dos distintos ambientes que formam o Pantanal, com consequências em diferentes escalas: risco para a segurança das populações, degradação ambiental, entre outras, além de contribuir para o aquecimento”.

 

Com o objetivo de divulgar as atividades em andamento e ter mais proximidade com  a população que vive na região pantaneira, os membros do Comitê criaram, recentemente, um perfil no Facebook:  Comitê de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais.