Academias de ginásticas ao ar livre atraem grande público em Corumbá

Somente neste mês de julho o prefeito Paulo Duarte fez a entrega de duas academias de saúde voltadas para práticas corporais e de atividades físicas de forma mais saudável. Os empreendimentos estão localizados nos bairros Arthur Marinho e Cristo Redentor, atendendo também as comunidades das localidades próximas.

 

Desde as duas inaugurações, moradores do Arthur Marinho, do Cristo e dos demais bairros beneficiados (Generoso, Dom Bosco, Aeroporto, Cervejaria, Nova Corumbá, Vitória Régia, Nossa Senhora de Fátima e Popular Velha) estão tendo a oportunidade de participar dos mais variados tipos de atividades, com acompanhamento de profissionais da área da saúde, assistência social, educação física e da cultura.

 

Mas, os espaços para atividades físicas não se resumem apenas às duas academias. Antes, o prefeito Paulo Duarte já havia entregue à população, quatro academias de ginástica ao ar livre, que estão atraindo um grande público, especialmente nos finais de tarde.

 

São as academias instaladas na praça São Paulo, no residencial Ana Brites; na praça da Nova Corumbá, no bairro da Nova Corumbá; na praça São Francisco, na Avenida Rio Branco, e no complexo do Poliesportivo, na Porto Carrero. Todas e mais a localizada na Rua Antônio João com a Avenida, no centro da cidade, estão recebendo diariamente um grande público, não só aquelas pessoas praticamente das caminhadas de início da manhã ou nos finais de tarde, mas também pessoas que participam de atividades nas unidades de saúde, em especial de programas voltados para uma vida saudável.

 

José Luiz Garcia Veiga, representante comercial, 56 anos, morador na Popular Nova, elogia a implantação da academia ao ar livre. “É algo útil que a população poderia aproveitar mais, pois é de graça e foi construída para o povo”, diz. “E os médicos indicam para todos hipertensos e diabéticos como eu, a atividade física”, complementa.

 

José Luiz observa ressalta ainda que a população deve ser mais consciente e ajudar a conservar o espaço. “Estas academias foram construídas para nós mesmos. Então temos que cuidar delas, ajudar para que não sejam depredadas”, diz. Antônio Bordin, 57 anos, comerciante na região do Guanã, que pratica atividade física na academia da praça São Paulo praticamente desde que foi instalada, concorda. “Nós, às vezes, nos achamos no direito de cuidar do patrimônio e somos insultados por quem só quer depredar”, denuncia.

 

Outro frequentador assíduo da academia de ginástica ao ar livre é Vivaldo Sales, 62 anos, aposentado e morador da Vila Noroeste. Ele tem praticado atividades com frequência na estrutura montada pela Prefeitura no Complexo do Poliesportivo. “Esta academia facilitou a prática do exercício e é de grande proveito para todos nós. Aqui a gente faz a caminhada e exercícios nesta academia ao ar livre. Todos têm gostado. Tem até gente que vem de outros bairros para se exercitar aqui”, adiantou.

 

E as atividades não acontecem de forma isolada. Os frequentadores contam também com atendimentos de profissionais da saúde. O próprio Vivaldo Sales foi uma das pessoas que recebeu orientação de uma equipe do setor de Doenças e Agravos não Transmissíveis (DANT). Ele aproveitou para conferir a pressão arterial com a enfermeira Jacira. “Nós rodamos todas as academias ao ar livre e fazemos atendimentos em todas elas, pelo menos um dia por semana, conferindo a pressão arterial e orientando a população”, explicou.

 

Outra academia bastante frequentada é a localizada na praça São Francisco, na Avenida Rio Branco. E não apenas por corumbaenses. Ladarenses também estão praticando atividades no local, caso da dona de casa Márcia, de 33 anos. “Estes aparelhos aqui são muito bons e a academia é mais uma opção pra gente se exercitar”, comentou. Segundo ela, sua presença na praça nos finais de tarde já virou uma rotina.

 

Já Franciele Vilalba, de 22 anos, também dona de casa, e moradora no Vitória Régia, ressaltou que a iniciativa da administração atual em instalar os aparelhos nas praças foi excelente, um espaço para “pessoas como eu, que precisa emagrecer, tem um espaço para fazer exercícios, sem precisar pagar. Isso aqui a prefeitura fez pra gente, pra toda população”, concluiu.