Prefeitura leva coleta seletiva para assentamentos e Distrito de Albuquerque

A Prefeitura de Corumbá está ampliando a coleta seletiva no Município e além da área urbana, o programa vai atender também os assentamentos e o Distrito de Albuquerque, com a instalação de contêineres nas escolas municipais existentes nestas localidades.

 

Esta nova etapa começa em julho, conforme cronograma anunciado pela Prefeitura no Dia Mundial do Meio Ambiente, 05 de junho, quando o prefeito Paulo Duarte anunciou investimentos de R$ 1,8 milhão na aquisição de equipamentos para a melhoria e ampliação do sistema de acondicionamento, coleta e tratamento dos resíduos sólidos no Município.

 

Segundo a diretora-presidente da Fundação de Meio Ambiente do Pantanal, Luciene Deová, a Prefeitura vai instalar 303 pontos de entrega voluntária em regiões estratégicas da cidade, que ficarão à disposição da população. Além disso, as unidades de ensino da área urbana, do Distrito de Albuquerque e dos assentamentos Taquaral, Paiolzinho, Tamarineiro e Urucum, também receberão kits de coleta seletiva contendo quatro contêineres nas cores amarelo, azul, vermelho e verde.

 

Na zona rural serão atendidas as escolas Luis de Albuquerque de Melo Pereira, de Albuquerque; Carlos Cárcano, no Urucum; Monte Azul, no Taquaral; Paiolzinho, no Paiolzinho, e Eutrópia Gomes Pedroso. “Somente ficam fora da segunda etapa, as escolas rurais de Forte Coimbra, Porto Esperança e as extensões localizadas nas regiões das águas”, destacou, observando que a Prefeitura já estuda a logística necessária e a melhor forma de se fazer a coletiva seletiva.

 

Ainda sobre as escolas, Deová adiantou que os alunos serão de extrema importância para o sucesso do programa. “Cada estabelecimento vai receber um kit contendo quatro contêineres que auxiliarão os professores a desenvolver atividades de educação ambiental”, disse a diretora, esclarecendo que já há um trabalho neste sentido e que está sendo reforçado agora, por meio de uma parceria entre a Fundação de Meio Ambiente e as secretarias de Educação e Saúde.

 

Nos bairros

 

Além do trabalho educativo e de conscientização nas escolas da Rede Municipal, equipes da Fundação realizam também campanhas junto às associações de moradores, Centros de Referência de Assistência Social (em parceria com a Secretaria de Assistência Social) e até mesmo nos condomínios existentes na cidade.

 

“Estamos reforçando o trabalho que será desenvolvido a partir de julho e a participação da população é importante. Nestes contatos, a população está sendo conscientizada sobre a coleta seletiva, quais os tipos de resíduos recicláveis que devem ser armazenados nos contêineres que vamos instalar na cidade, como separar e acomodar, a importância da coleta seletiva para o meio ambiente, enfim, todas informações necessárias para que tenhamos uma cidade limpa, com menos lixo nas ruas”, explicou.

 

Deová informou que 303 contêineres serão instalados pela Prefeitura em locais estratégicos, com grande fluxo de pessoas. Serão priorizadas as frentes de órgãos públicos, mercados, praças, condomínios, etc. Todos receberão contêineres padronizados e a coleta será feita pelo próprio caminhão da coleta seletiva.

 

Além dos contêineres que serão instalados nos bairros e nas escolas (kit completo), a Prefeitura investiu ainda na aquisição de equipamentos para atender as associações de catadores de recicláveis. Os investimentos somaram R$ 1.803.676,00, sendo R$ 1.197.000,00 proveniente do Governo Federal, por meio de emenda do senador Delcídio do Amaral, e R$ 606.681,98, do próprio Município, proveniente de imposto que a população paga, como o IPTU.

 

Para fortalecer o programa e fomentar a atividade desenvolvida pelas associações de catadores, o prefeito Paulo Duarte fez ainda no último dia 05, a entrega de duas prensas hidráulicas verticais, uma prensa horizontal, 50 contêineres metálicos cilíndricos, 16 carrinhos metálicos com duas rodas e quatro carrinhos metálicos para fardo para as associações de reciclagem Vale da Esperança e a Preservadores do Meio Ambiente.