Prefeitura lança projeto “Todas contra as drogas” nos Centros de Referência

A Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, fez o lançamento simultâneo nessa quarta-feira, 18, à tarde, do projeto “Todas contra as Drogas” nos quatro Centros de Referencia de Assistência Social (CRAS) localizados na área urbana da cidade.

 

O projeto é coordenado pela Gerência de Políticas para a Mulher e conta com a parceria da Diocese de Corumbá, por meio da Pastoral da Sobriedade que defende uma política antidrogas eficaz, prática e geradora de vida, sempre trabalhando com as famílias sem distinção de raça, cor, profissão, nacionalidade, sexo, credo religioso ou preferência política.

 

A gerente de Políticas para a Mulher, Cristiane Santana, explicou que o projeto tem a proposta de colocar a mulher como o eixo para a realização do programa. “Como a mulher é o eixo da família, queremos envolvê-la para que ela traga a família para dentro desse projeto, e assim trabalharmos na proteção das drogas e fazer com que entendam que eles não são os culpados e sim mais uma vítima”, explicou. “Com esse envolvimento teremos também a opinião deles sobre o que falta nos bairros, pois muito desses envolvimentos com as drogas é pela falta do que fazer. O ócio os leva ao caminho das drogas”, completou.

 

Dirce Maria de Campos Moraes, coordenadora da Pastoral da Sobriedade, acredita que as mulheres são o elo dentro de casa. “São elas que convivem com todos dentro de casa. São elas que podem perceber qualquer mudança que aconteça com o marido ou com os filhos. E serão elas que terão que ter a sobriedade de impor os limites para ajudar os filhos”, comentou.

 

Cátia Capille, coordenadora do CRAS I, destacou que a iniciativa é perfeita. “Acredito na força dessas mulheres. Hoje trabalhamos com o acompanhamento de 163 mulheres e vejo que elas realmente podem trazer a família para dentro do nosso CRAS, proporcionando assim o fortalecimento da família”, adiantou, lembrando que o CRAS atende hoje, cerca de cinco mil famílias, com 163 delas recebendo acompanhamento psicológico, com aulas de artesanato, geração de renda e trabalhos manuais.

 

O projeto

 

O projeto “Todas contra as Drogas!”, tem como objetivo a troca de experiências entre as mães, esposas, namoradas, tias, avós, irmãs, cunhadas, etc…, a respeito da temática, seja a partir de própria experiência com o uso de drogas ou de outro usuário da família.

 

Essa troca terá a participação das usuárias dos CRAS numa perspectiva de prevenção familiar e da criação e fortalecimento de uma rede de informações educativa e preventiva de forma mais permanente num cenário em que a maioria das famílias passam pelo problema, experimentam a tragédia em silêncio, crendo que é o resultado de suas falhas pessoais e uma experiência vergonhosa.