Em busca da casa própria, população lota feirão da Caixa em Corumbá

Muitas pessoas num mesmo lugar e em busca de um mesmo desejo: a aquisição da casa própria. Assim pode ser descrito o Feirão de Imóveis e Oportunidades aberto na tarde desta quinta-feira, 05 de junho, em Corumbá.

 

Promovido pela Caixa Econômica Federal (CEF) em parceria com a Secovi-MS e a Prefeitura Municipal de Corumbá, o Feirão está reunindo imobiliárias e construtoras que podem oferecer o imóvel tão desejado com condições e ofertas exclusivas.

 

Uma estrutura especial foi montada em frente à agência da CEF em Corumbá especialmente para abrigar os estandes onde o cidadão pode obter todas as informações pertinentes ao financiamento para o qual a Caixa disponibilizará R$ 100 milhões em crédito com vistas à aquisição da casa própria através do “Programa Minha Casa, Minha Vida”.

 

O prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, explicou que o Feirão integra uma segunda etapa de ações que buscam diminuir o déficit habitacional do município. A primeira fase, segundo ele, está se realizando com a construção das unidades habitacionais do programa “Doce Lar”, destinadas ao público que tem renda inferior a R$ 1,6 mil.

 

“Esse Feirão é para explicar muito claramente os critérios, a possibilidade de utilização do FGTS para quem ganha acima de R$ 1,6 mil. Corumbá nunca teve um feirão de imóveis, é a primeira vez que está vindo através de uma parceria com a Prefeitura, as construtoras e as imobiliárias. Essa parceria vai dar muitos frutos investindo naquilo que é fundamental: habitação para todas as faixas”, afirmou o chefe do Executivo.

 

“São habitações com prestação de valores de alugueis e taxas de juros abaixo do que vemos praticadas pelo mercado. Aquela pessoa que tem uma renda um pouco maior e paga com dificuldade o aluguel vai ter a chance aqui de adquirir um imóvel”, explicou Duarte.

 

Para o superintendente da CEF em Mato Grosso do Sul, Paulo Antunes Siqueira, a realização deste primeiro Feirão trará um impulso necessário para o mercado imobiliário corumbaense.

 

“Precisamos mostrar à sociedade corumbaense quais são os imóveis disponíveis para a venda e onde eles estão. Se eles não atenderem aos anseios dos corumbaenses, o mercado imobiliário vai ter que ter a inteligência necessária para ver quais a sociedade quer e construí-los”, comentou.

 

“A Caixa tem o dinheiro, mas não tem o imóvel, então temos que instigar o mercado para que Corumbá seja colocada num novo momento da habitação”, afirmou o superintendente.

 

O crédito ser usado para a compra de imóveis novos, em construção ou mesmo já existentes. No total, a CEF está disponibilizando R$ 100 mil em créditos o Feirão em Corumbá.

 

Para fechar negócio no feirão, o cliente deve levar documento de identidade, CPF, comprovante de renda e de residência. Ao chegar ao local, o primeiro passo é a realização de uma simulação para saber quanto financiar. A partir da definição aproximada do valor do crédito disponível, o cliente poderá procurar o imóvel de acordo com a região e o preço que deseja.

 

O Feirão segue nesta sexta-feira, das 14 às 22 horas, no sábado, 09 às 19 horas.