Teatro de Fantoches estreia com peça sobre conservação do patrimônio

Projeto idealizado pela Guarda Municipal de Corumbá, o Teatro de Fantoches estreou na tarde desta terça-feira, 13 de maio, com a apresentação da peça que abordou a temática da conservação e proteção do patrimônio público.

 

Na platéia, alunos da escola municipal CAIC Padre Ernesto Sassida assistiram a peça que, de forma lúdica, fez com que todos entendessem a importância da conservação do patrimônio público.

 

A proposta do Teatro de Fantoches é contribuir para a prevenção e redução dos índices de violência, principalmente no ambiente escolar e familiar como explicou o coordenador municipal de Segurança Pública, Fernando Lucena.

 

“Serão tratados vários temas com relação à segurança pública para levar ensinamentos a nossas crianças e aos nossos jovens. O teatro de fantoches é uma das armas que temos para combater a violência, pois ele agrega o caráter educacional”, disse ao lembrar que os temas se estenderão ainda para a área de diretos humanos e desenvolvimento humano e social.

 

Uma comissão multidisciplinar (Guarda Municipal, Secretaria de Educação, Fundações de Cultura e Meio Ambiente e Conselho Tutelar) foi instituída pela Prefeitura Municipal por meio de decreto para a implantação do projeto.

 

A presidente da comissão, Neide Leones Pereira, lembrou que, desde fevereiro, o trabalho foi árduo para chegar ao resultado esperado.

 

“Aqui, não somos artistas, mas temos muita responsabilidade em levar da forma mais lúdica possível os ensinamentos. O lúdico encanta. Se já conquista o adulto, imagine a criança? Esse projeto vem subsidiar, somar com a Educação, pois através da arte faz o link com a disciplina. Esse tema veio ao encontro com a formação cidadã”, ressaltou.

 

Melhorar para cuidar

 

O prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, assistiu a estreia do Teatro de Fantoches e, aproveitando o tema da peça inaugural, anunciou a reforma da unidade educacional. Ele pediu à comunidade escolar o compromisso com o zelo não apenas da escola onde estudam, mas também com os espaços e prédios públicos.

 

“Se imagine depois de reformado, passar e riscar, passar e quebrar alguma coisa? Aqui, vocês têm que ajudar a cuidar daquilo que é nosso: da escola, das nossas praças. Quero pedir a vocês que ajudem a cuidar bem, pois cada prédio público é de vocês”, disse ao afirmar que a reforma do CAIC deve ter início ainda no primeiro semestre deste ano.

 

O Teatro de Fantoches irá percorrer as escolas e comunidades do município dentro de um cronograma estipulado pelo grupo de trabalho.