Prefeitura leva cultura e lazer para jovens do distrito de Albuquerque

A comunidade do distrito de Albuquerque, distante cerca de 70 quilômetros da área urbana de Corumbá, recebeu no último sábado, 10 de maio, a décima edição do programa Juventude na Praça, evento promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania e coordenado pela Gerência de Políticas para a Juventude da Prefeitura.

 

Foram mais de seis horas de apresentações e atividades diversas voltadas, principalmente, para o público adolescente da região. “Se eu não estivesse aqui, estaria em casa ou, no máximo, jogando bola com a gurizada”, afirmou Fabiano Nascimento Magalhães, de 12 anos. “Achei o evento nota 10”, resumiu o aluno da 7ª série da Escola Municipal Rural Luiz de Albuquerque.

 

O contato com atividades normalmente vistas apenas na televisão ou pela internet, como o street dance apresentado pelo grupo Killa Kings, chamou a atenção dos jovens. “Foi uma festa muito boa, bastante diferente do que normalmente temos por aqui”, resumiu Hemily Cafaro, de 18 anos, moradora do Porto Morrinho, outra localidade ribeirinha distante poucos quilômetros de Albuquerque.

 

O Juventude na Praça atraiu até quem mora mais distante da escola Luiz de Albuquerque, caso da Mireilly Fernandes. “Achei tudo ótimo. A gente acaba não tendo muito o que fazer por aqui. Para se divertir só indo para a cidade, uma viagem de quase meia hora”, comentou a moradora do assentamento Urucum, que assim como Hemily,está cursando o ensino médio no próprio distrito.

 

“Temos uma parceria com a Escola João Leite e cedemos algumas salas para que os estudantes não precisem sair daqui para continuar os estudos”, explicou o diretor da Escola Municipal do distrito, Cleber Santos. Só no ensino básico são 405 alunos matriculados nos períodos matutino, vespertino e noturno. No ensino médio são mais 120.

 

O Juventude na Praça aconteceu paralelamente à Festa da Família, evento previsto no calendário escolar e que homenageou as mães de Albuquerque. Vários brindes foram sorteados e um almoço servido para os participantes. “Tudo foi arrecado junto aos professores, coordenadores e professores daqui”, completou o diretor.

 

“Este foi só o primeiro Juventude na Praça realizado na zona rural. Nossa intenção é levar, ainda neste ano, o evento para outras duas localidades fora da área urbana da cidade”, afirmou Victor Rafael, gerente de Juventude do Município. “Achamos na escola o local ideal para as atividades, que acabaram sendo um intercâmbio entre a cultura da cidade com a do campo”, finalizou.

 

Além do Killa Kings, o grupo de dança Mania do Aché, o grupo de capoeira Filhos de Jamaica, e o grupo Relance foram as atrações da festa.  “Isso é incentivo para essa meninada sair da rua e ter alguma coisa para fazer no fim de semana. Achei tudo muito bom”, avaliou Dircinha Leite de Pinho, 52 anos, 20 dos quais vive no distrito. O evento começou às 8 horas e só terminou depois das 14h.